TRANSPARÊNCIA

Em congresso de turismo, Álvaro Dias vai defender a Natal que ele recomendou que ninguém viesse visitar

Anúncios

Em declarações durante a sessão extraordinária que debateu sobre o Plano Diretor de Natal, o prefeito Álvaro Dias criticou estrutura da cidade, especialmente em relação às orlas. Essas declarações, no entanto, não serão as mesmas defendidas pelo representante do executivo natalense no Congresso da Associação Brasileira de Agentes de Viagem (ABAV), que está ocorrendo em São Paulo, evento no qual a Prefeitura pretende renovar o convênio com associações e empresas aéreas com o objetivo de fortalecer o destino Natal junto a cidades do sudeste do país.

Programado para essa quinta-feira (26), a reunião do prefeito Álvaro Dias (MDB) com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no RN (ABIH/RN) e a Azul Linhas Aéreas terá como pauta a renovação do programa “Tudo começa Azul”.

A Prefeitura pretende investir R$ 120 mil para fomentar o turismo na capital.

Em declaração sobre o evento, o prefeito afirmou a importância de celebrar convênio desse tipo com empresas responsáveis por fazer Natal um destino turístico do país e do mundo.

“Mais de 50% do PIB de Natal é oriundo do turismo. É preciso que o poder público atue para valorizar, movimentar e fazer crescer essa rede. A formalização do convênio com a Azul é muito importante e faz parte do hall de iniciativas que a nossa gestão está fazendo para colocar Natal como um dos principais destinos turísticos do país e do mundo”, observou Álvaro, que semana passada defendeu, na Câmara Municipal, que não recomenda “ninguém a visitar nossa orla”.

Defensor da verticalização de prédios na cidade, o prefeito não poupou palavras ao falar sobre o Plano Diretor de Natal, chegando a defender que o processo de adensamento nas orlas era para “para fazer da área um local mais aprazível”. Declarações foram ouvidas em reunião com empresários e também em sessão extraordinária na Câmara.

Desde o início de sua gestão, após Carlos Eduardo Alves ter renunciado para disputar as eleições para o Governo do Estado, o prefeito tem determinado o incremento das ações de divulgação do destino Natal em feiras e eventos do gênero turístico.

Anúncios

Apesar disso, em reuniões, Álvaro Dias chegou a afirmar que a orla de Natal tem “tráfico de drogas e prostituição” e considerou o Hotel Reis Magos, importante símbolo do turismo nos anos 1970, uma “porcaria” que deveria ser derrubada.

Na Câmara, o emedebista alegou que a orla tem “coisas ruins” e que a prefeitura não tem intenção de preservar o Hotel Reis Magos porque ele “está em ruínas, com focos de dengue e teria um custo muito caro para ser revitalizado”.

“A Prefeitura precisa investir R$ 60 milhões para recuperar o hotel. Nós vamos investir para recuperar isso aí? Não, eu não quero. Quero trazer investimento para o povo de Natal, não gastar dinheiro público com o hotel”, criticou o prefeito , que participará de reunião nessa quinta para promover a cidade como um destino turístico.

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *