+ Notícias

Em curso de diplomatas, Itamaraty pergunta como proceder em invasão de aliens de Beta Centauri

Na gestão Bolsonaro, o ministério das Relações Exteriores foi jogado no colo do olavista Ernesto Araújo. Desde janeiro, o Itamaraty criou desconforto na diplomacia brasileira em pautas da Organização das Nações Unidas. Agora, um novo capítulo se alia as teorias de conspiração do ministro.

Durante o curso de formação para promoção na carreira de oficial de Chancelaria, os alunos tiveram de responder o que fariam caso uma “invasão de alienígenas oriundos da Beta Centauri” acontecesse.

“Um terremoto atingiu o Posto, ao mesmo tempo que um tsunami, a explosão de uma bomba atômica por um grupo terrorista e a invasão de alienígenas oriundos de Beta Centauri. Qual deverá ser a prioridade do responsável pela gestão patrimonial?”, questionou o Itamaraty.

Segundo o ministério, o conteúdo sobre a invasão alienígena faz parte do material didático do curso de Gestão Patrimonial. Apesar dos ares de ficção científica e alucinação, de acordo com o órgão o objetivo seria reforçar um ambiente de extremo pânico.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *