TRANSPARÊNCIA

Em nota, Geraldo Melo (PSDB) autoriza advogados a pagar multa para ficar elegível

Geraldo Melo será candidato ao Senado Federal

O ex-senador Geraldo Melo (PSDB) enviou nota à imprensa a respeito da lista divulgada pelo Tribunal de Contas da União em que o nome dele aparece entre os ex-gestores públicos inelegíveis em 2018. A relação do TCU aponta 189 pessoas no Rio Grande do Norte como inelegíveis.

O tucano não negou a irregularidade e afirmou que o tesoureiro do PSDB, na época, era o então deputado estadual Petrônio Tinôco, também considerado inelegível pelo TCU.

O processo que levou o TCU a classificá-lo como inelegível para as eleições de outubro é referente à prestação de contas do diretório estadual do PSDB em 1997. Geraldo Melo era o presidente do Partido naquele ano.

Geraldo Melo afirmou que o caso está com seus advogados e que, se for necessário, pagará multa para resolver o problema.

Aos 83 anos de idade e pré-candidato ao Senado na chapa do governador Robinson Faria (PSD), Geraldo Melo é apontado como “novidade” no pleito deste ano.

Leia a nota na íntegra:

A propósito de notícia que está sendo veiculada sobre alguma divida eleitoral que impediria a minha candidatura ao Senado Federal este ano, tenho a informar o seguinte:

1. O fato se refere a uma prestação de contas do PSDB apresentada em 1997 à justiça eleitoral, quando eu era Senador da República e residia em Basilia, estando, assim, inteiramente afastado da Administração do dia a dia do partido, embora permanecesse como seu presidente no Rio Grande do Norte;
2. A tesouraria do partido era ocupada pelo então Deputado estadual Petrônio Tinôco;
3. O assunto está entregue aos meus advogados, por mim autorizados a tomar as medidas que forem necessárias para solução do problema, inclusive com o pagamento das multas a que se refere o Tribunal de Contas da União, se for o caso.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *