+ Notícias

Em primeira visita após xenofobia, Bolsonaro inaugurou aeroporto sem povo

Em sua primeira visita ao Nordeste após destilar preconceito contra a região, Jair Bolsonaro (PSL) inaugurou terça-feira (23) o aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, na Bahia, sob forte esquema de segurança.

O evento foi fechado só para convidados e contou com a presença do prefeito da Bahia, Antônio Carlos Magalhães Neto. Prefeitos e deputados de partidos de oposição ao governo federal, além do governador do Estado Rui Costa se recusaram à participar. Tapumes foram colocados nos arredores do aeroporto para que não haja participação popular no local.

A prefeitura de Vitória da Conquista, que é aliada ao governo Bolsonaro, retirou da cidade as placas que indicavam a participação da administração estadual nas obras do novo aeroporto. O governo da Bahia foi responsável por 30% das verbas para construção.

Jair Bolsonaro, proibiu, por meio da Agência Nacional de Aviação (Anac), o pouso da aeronave oficial do governador baiano, Rui Costa, no Aeroporto. A aeronave levaria Costa, mas o petista já tinha decidido não ir mais à cerimônia, devido às declarações dadas por Bolsonaro contra o Nordeste. Em nota publicada nesta segunda-feira (22), a Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista (BA) afirmou que não enviará representante para a inauguração.

“A Câmara optou por não ter um representante legal no ato de inauguração. Acreditamos que, num momento tão importante como este, para o município e região Sudoeste [da Bahia], o aeroporto Glauber Rocha deveria estar de portas abertas para receber autoridades, imprensa e, acima de tudo, a população, que tanto almejou esse equipamento”, diz trecho da nota.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo