DEMOCRACIA

“Em um país sério, o investigado seria você”, diz editor do The Intercept em resposta a Moro

O editor do The Intercept Brasil, jornalista Leandro Demori, rebateu, nesta quarta-feira (24), as declarações do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que tentou associar os supostos hackers, presos acusados de violar o celular do ex-juiz, ao conteúdo revelado pela Vaza Jato.

A Polícia Federal prendeu a prisão temporariamente Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Walter Delgatti Neto. Os quatro são acusados de hackearem mais de mil telefones, entre autoridades e jornalistas.

Em sua página nas redes sociais, Moro disse que os suspeitos presos são “a fonte de confiança daqueles que divulgaram as supostas mensagens obtidas por crime”.

“Nunca falamos sobre a fonte. Essa acusação de que esses supostos criminosos presos agora são nossa fonte fica por sua conta. Não surpreende vindo de quem não respeita o sistema acusatório e se acha acima do bem e do mal. Em um país sério, o investigado seria você”, tuitou Demori.

Moro havia publicado: “Parabenizo a Polícia Federal pela investigação do grupo de hackers, assim como o MPF e a Justiça Federal. Pessoas com antecedentes criminais, envolvidas em várias espécies de crimes. Elas, a fonte de confiança daqueles que divulgaram as supostas mensagens obtidas por crime”.

Foro privilegiado

Demori continuou: “Está cada vez mais claro: Moro virou político em busca de um foro privilegiado pra poder falar impunemente em público as coisas que dizia antes em chats secretos. Nunca falamos sobre a fonte. Essa acusação de que esses supostos criminosos presos agora são nossa fonte fica por sua conta. Não surpreende vindo de quem não respeita o sistema acusatório e se acha acima do bem e do mal. Em um país sério, o investigado seria você

*Por Revista Fórum
Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *