DEMOCRACIA

Escola cívico-militar será implantada no bairro de Felipe Camarão

Anúncios

A Escola Municipal Professor Veríssimo de Melo, em Felipe Camarão, foi a escolhida pelo Ministério da Educação (MEC) para receber o modelo cívico-militar. O anúncio foi feito na quinta-feira (21) pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Natal foi o único município do Rio Grande do Norte a receber o programa, que prevê a atuação das forças armadas na gestão educacional e didático-pedagógica das escolas cívicos-militares. O prefeito Álvaro Dias (MDB) foi pessoalmente a Brasília para negociar a escolha da cidade para o projeto.

Além da escola em Natal, mais 54 unidades receberão o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, em 2020. Dessas, 38 são escolas estaduais e 16 municipais, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal. De acordo com a pasta, cerca de 1.000 militares, tanto da reserva como da ativa, vão participar do projeto-piloto, atuando na gestão educacional das instituições.

Parnamirim e Mossoró também concorreram ao programa. A disputa se deu após o Governo do Estado ter negado adesão em razão da falta de tempo hábil para debater o projeto nas escolas estaduais. Na época, o comunicado do Governo afirmava que “o ensino deve ser ministrado observando a liberdade de aprender, o apreço à tolerância, ao pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, bem como à gestão democrática, entre outros princípios”.

Após o anúncio, o prefeito Álvaro Dias alegou que o interesse em participar do programa foi apresentado pelos próprios servidores e alunos da escola. Para ele, o objetivo com a implantação desse novo sistema “é buscar resultados ainda mais significativos, não apenas para a comunidade escolar desse bairro, mas para toda a rede pública de ensino de Natal”. 

Anúncios

Uma assembleia foi realizada na Escola Municipal Professor Veríssimo de Melo, no dia 10 de outubro, para consultar a comunidade sobre a adesão ao programa. Na reunião, 95% dos presentes votaram a favor. A escola tem, atualmente, 977 alunos e 67 professores, com ensino focado nos estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, conforme estabelece os critérios para escolha das unidades contempladas pelo MEC.

Entre as escolas escolhidas nos demais Estados, 19 estão localizadas na Região Norte; 12 na Região Sul; 10 na Centro-Oeste; 8 no Nordeste; e 5 no Sudeste. Piauí, Sergipe e Espírito Santo ficaram de fora.

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *