CULTURA

Escritor e dramaturgo Junior Dalberto morre de covid-19 às vésperas de completar 61 anos

Junior Dalberto era policial federal aposentado e formado em Ciências Contábeis pela UFRN, mas foi como escritor, poeta e dramaturgo que ele se encontrou e encantou muita gente. Junior faria 61 anos dia 30 de outubro, se durante a madrugada não tivesse se tornado mais uma entre as milhares de vítimas da Covid-19. Apaixonado pelas letras desde cedo, chegou a ser levado ao psiquiatra na infância porque contava histórias para as galinhas, na falta de outros ouvintes. Filho de mãe professora, morou nos bairros das Rocas e Cidade da Esperança. Junior estudava de manhã e como a mãe precisava trabalhar, ele era deixado à tarde na Biblioteca Pública Câmara Cascudo. Foi lá que ele cresceu cercado de livros.

Foto: reprodução

Entre o material publicado, Junior deixa oito livros, 18 peças de teatro e dois roteiros musicais. Também é autor e encenador de textos infantis como “Um Robô no Mundo da Fantasia”, “Pinóquio e o Circo” e “A Trilha da Caveira que Ri”. Dalberto também é responsável pela direção cênica da inauguração do Cine Teatro Parnamirim e foi o dramaturgo dos monólogos Boderline (passou seis anos em cartaz) e Inkubus. A Tv Universitária, no projeto Cena Potiguar, chegou a fazer uma matéria em homenagem ao escritor.

Foto: reprodução

“Em janeiro de 2019, na temporada de verão do insurgências poéticas, homenageamos ele em uma de nossas edições. Júnior era uma pessoa muito gentil e afetuosa, que deixava muitos bons amigos por onde passava. Acompanhei o trabalho dele no teatro, li trechos de seus trabalhos em voz alta. Uma inestimável perda para o teatro, a literatura e sobretudo para quem teve a dádiva de conviver com a sua doçura”, lamenta o também poeta Thiago Medeiros, que participou da homenagem prestada ao escritor em um sarau poético em janeiro de 2019 (foto abaixo).

Foto: Franklin Levy I Da esquerda para a direita: Marina Rabelo, Haley Peltz, Nino Costa, Thiago Medeiros, Junior Dalberto e Ricardo Nelson

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *