CULTURA

Espetáculo do RN censurado pelo governo Bolsonaro será exibido na Casa da Ribeira

Anúncios

O grupo de teatro Clowns de Shakespeare apresenta no próximo domingo (17), a partir das 17h, na Casa da Ribeira, o espetáculo Abrazo, inspirado na obra “O Livro dos Abraços”, do escritor uruguaio Eduardo Galeano. Em setembro, a peça foi censurada pela Caixa Cultural e o caso ganhou repercussão nacional. O Clowns está processando o banco por quebra de contrato, uma vez que o espetáculo havia sido selecionado para realizar sete apresentações e fez apenas uma.

Os ingressos já estão disponíveis no sympla.com.br/casadaribeira, na bilheteria da Casa ou pelo WhatsApp 84 98704 0265. O espetáculo não verbal é voltado para o público infanto-juvenil. Essa é a segunda apresentação de Abrazo em Natal/RN após o episódio. A primeira ocorre durante o festival latino-americano de teatro organizado em outubro pelo grupo.

A montagem, que tem direção de Marco França e roteiro de César Ferrario, conta a história de um menino que vive em um país onde não é permitido às pessoas se abraçarem ou demonstrarem qualquer afeto. Nesse contexto, personagens atravessam um quadrado contando histórias de encontros, despedidas, opressão, exílio e também afeto e liberdade. No elenco, os atores Camille Carvalho, Dudu Galvão e Paula Queiroz se revezam entre os vários personagens da fábula: um rapaz, uma florista, um soldado, um índio, uma avó, um general e um menino, o único capaz de encontrar brechas de humanidade entre tantos imperativos vigentes.

O espetáculo conta com uma trilha sonora especialmente composta para a cena e com o vídeo de animação para narrar a aventutura. A produção faz parte da Trilogia Latino Americana dos Clowns, que conta ainda com os espetáculos “Nuestra Senhora de Las Nuvens” e “Dois amores y um bicho”.

Anúncios

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *