+ Notícias

#ForaBolsonaro mobiliza manifestações pelo país em dia de luto e luta nesta sexta

As centrais sindicais, partidos políticos e as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo promovem nesta sexta-feira (7), às 17h, ato público virtual em favor da campanha que exige a saída da chapa Bolsonaro-Mourão da presidência. A transmissão será feita, também, pelo Facebook da Frente Brasil popular no Rio Grande do Norte. O Dia Nacional de Luta e Luto acontece no mesmo dia em que o país se aproxima de 100 mil mortes acumuladas. O ato visa, também, popularizar as atitudes do presidente Jair Bolsonaro em relação aos prejuízos causados pela Covid-19.

Além do ato virtual, em todos os estados do país acontecem desde as primeiras horas da manhã outras manifestações, como carreatas, faixas, adesivos e mobilizações simbólicas com cruzes e panos pretos nas ruas e nas janelas. No Estado potiguar, a manifestação presencial organizada pela Frente Povo Sem Medo ocorrerá às 16h, em frente ao Midway Mall, em Natal.

Pela manhã ocorreu um ato simbólico às 9h, na Praia do Meio, conduzido pela CUT/RN. O movimento aproveitou para protestar contra o prefeito de Natal Álvaro Dias, devido ao comportamento do gestor em relação à pandemia. Todos os atos que aconteceram ou irão acontecer nas ruas contaram com Equipamentos de Proteção Individual (EPI), bem como será formado por poucas pessoas para garantir o distanciamento social.

Outra questão levada em consideração no manifesto é quanto ao desemprego no país. Em pesquisa realizada pelo IBGE, houve um crescente de 24,6% de pessoas sem empregos no período da pandemia. Em contrapartida, o patrimônio dos bilionários brasileiros aumentou cerca de R$ 177 bilhões nesse mesmo período, segundo um levantamento da ONG Oxfam divulgado no final de julho.

Para as centrais sindicais, o governo Bolsonaro prefere seguir a política econômica do ministro da Economia Paulo Guedes. Com isso, há retiradas dos direitos dos trabalhadores, privatização dos setores estratégicos para o desenvolvimento do país, como energia e petróleo, voltando-se para interesses de grandes empresários e bancos.

Brasil se aproxima de 100 mil mortes

O Brasil contabiliza, até o momento, 2.912.212 casos confirmados e 98.493 óbitos em decorrência da infecção pelo novo Coronavírus. Sendo o segundo país do mundo com mais casos de mortes, mesmo sendo um dos que menos testa positivo. Para ilustrar, seriam necessários mais de três Arena das Dunas para ocupar o número de vidas perdidas no país. No ranking de mortes, o Brasil só fica abaixo dos Estados unidos, que possui quase 160 mil óbitos.

Em relação ao Nordeste, o estado do Rio Grande do Norte ocupava o quinto lugar em óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. Nesta sexta-feira (07), a Secretaria Estadual de Saúde Pública divulgou que o Estado já contabiliza 1.963 óbitos. Os dados atualizados estão disponíveis no site da Sesap.

Em vista disso, as centrais sindicais afirmam que o agravamento nos números é resultado de atitudes negligentes do chefe do executivo federal. Para eles, o presidente Jair Bolsonaro, desde o primeiro registro no país, nega o risco do coronavírus à vida da população. Além disso, afirmaram que o Bolsonaro segue um caminho oposto ao da organização mundial da saúde (OMS).

 

 

Ato público virtual em favor do #ForaBolsonaro acontece nesta sexta-feira(07)
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Allan Almeida
Jornalista potiguar em formação pela UFRN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *