CIDADANIA

Estudante transexual filiada ao PSDB será candidata à vereadora em Macau

Anúncios

A macauense e estudante de Letras da UFRN Mellyssa Almeida foi a mais votada em uma enquete numa rede social que questionava aos eleitores do município sobre quem gostariam de ver representando-os na Câmara Municipal de Macau. Diversos compartilhamentos, comentários e demonstrações de apoio mostraram que a cidade a abraçaria caso resolvesse disponibilizar seu nome para a disputa municipal de 2020.

Mellyssa carrega consigo uma história de lutas inerentes a uma jovem transexual. No entanto, a busca por uma educação de qualidade a abriu portas quando ingressou no IFRN Macau aos 15 anos. Hoje, aos 26, ela é a primeira mulher trans a se lançar na disputa eleitoral para ocupar espaço no Palácio Afonso Solino.

Recém filiada ao PSDB, a universitária também cogitava ser um nome do Partido dos Trabalhadores, com o qual dialogava em Natal:

“Eu tinha um diálogo com algumas pessoas do partido em Natal, mas em Macau não me senti acolhida da forma correta, me senti isolada. Logo depois, tive uma conversa com representantes do PSDB que abraçaram completamente a ideia e eu me filiei recentemente. Para mim, independente de partido A ou B, eu sou Mellyssa e Mellyssa defende a igualdade, a luta pela educação, por uma sociedade justa e pelos direitos do povo”, explicou a estudante.

Mellyssa Almeida é estudante de letras

Apesar de nova no ninho tucano, nas redes sociais de Mellyssa há defesa de pautas e também de personagens do campo progressista. É possível encontrar postagens em defesa do ex-presidente Lula, cobranças por Justiça no episódio do assassinato de Marielle Franco, denúncias de fake news contra a ex-presidenciável do PCdoB Manuela D’Ávila e críticas ao atual presidente da República Jair Bolsonaro e até imagens de mulheres de esquerda, como Frida Kahlo.

Para Mellyssa Almeida, ocupar esse pioneirismo político na cidade em que nasceu é um ato de coragem.

“É um misto de sentimentos, de coragem, medo e de muitas novidades, eu sou a primeira a tentar para que outras possam conseguir. Esse ato de coragem surgiu da invisibilidade, pessoas como eu sempre foram invisíveis aos olhos dos grandes poderosos mas, se eu acreditar em mim, outras pessoas também vão” conta a pré-candidata.

Mellyssa também já definiu o slogan de campanha: “Nem de direita, nem de esquerda, Mellyssa é você”.

 

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *