DEMOCRACIA

Estudantes da UNP protestam e cobram respeito da universidade privada

Anúncios

Estudantes do curso de saúde da Universidade Potiguar protestaram nesta quinta-feira (29) contra decisões institucionais tomadas pela UNP e prejudiciais ao corpo de alunos.

Entre os pontos criticados estão mudanças na grade curricular, aumento abusivo das mensalidades, falta de docentes para ministrar disciplinas, superlotação em salas de aulas e falta de campos para práticas e treinamento de habilidades, em decorrência da recente demissão de professores.

A UnP é a maior instituição de ensino privada do Rio Grande do Norte.

Segundo o estudante de fonoaudiologia Erison de Araújo, os alunos continuarão promovendo mobilizações até que a universidade tome providências.

“Como representante do curso de fonoaudiologia, DCE e aluno, eu entendo que devemos priorizar o ensino de qualidade. Entendo muito a importância do movimento estudantil de uma forma geral fomentando a discussão que gere a garantia dos direitos individuais de cada estudante. Estamos nesse movimento em prol dos estudantes de uma forma geral que se opõe a qualquer tipo de ação que venha a ferir nossos direitos”, argumentou.

Alunos do curso de medicina, através do Camed, centro acadêmico do curso, disseram que o protesto se deu depois de diversas tentativas, sem sucesso, de buscar respostas com os órgãos competentes dentro da universidade.

“Durante todo momento, os órgãos dentro da instituição se mantém a favor das mudanças, garantindo que não haverá prejuízo aos estudantes. Entretanto, nenhum plano de ação é apresentado, seja para contratação de novos profissionais ou expansão dos locais de prática. Enquanto isso, os estudantes continuam vivendo uma situação precária para um curso que custa mensalmente acima de 7 mil reais”, criticaram.

Um novo protesto será realizado na próxima terça-feira, dia 04, na UNP Roberto Freire. O horário ainda será definido.

Em nota, a UnP disse estar aberta ao diálogo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e qualquer aluno. Além disso, disse que as ações tomadas pela instituição são pautadas em observância à legislação, exercendo a autonomia universitária.

Nota na íntegra

Sobre a movimentação estudantil ocorrida nesta quarta-feira, dia 29/05, a Universidade Potiguar se reconhece como espaço para amplo debate e está aberta ao diálogo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE) e qualquer aluno, como realiza de forma plural com a participação de estudantes na gestão acadêmica.

Destaca ainda que pauta suas ações com estrita observância à legislação vigente, exercendo sua autonomia universitária concedida pela Constituição Federal e deliberada pelo Ministério da Educação (MEC). Desta forma, a UnP ratifica o compromisso no aprimoramento de sua qualidade acadêmica, visando oferecer aos seus alunos excelência no processo de formação.

 

Universidade Potiguar

Artigo anteriorPróximo artigo

1 Comment

  1. É impossível um ensino de qualidade com essas disciplinas onlines. Gastamos o que temos e o que não temos pra pagar essas disciplinas e não aprendemos nada com elas. Estou lutando pra concluir meu curso praticamente metade da minha sala ficou reprovada apenas nas onlines. E não podemos fazer nada a não ser arranjar dinheiro pra pagar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *