+ Notícias

Executivo da Odebrecht que delatou Aécio Neves é encontrado morto

Ex-vice presidente da Odebrecht, o executivo Henrique Valladares foi encontrado morto em casa, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (17). A informação foi divulgada na coluna de Lauro Jardim. Em delação premiada, há cerca de dois anos, ele acusou o atual deputado federal e ex-senador Aécio Neves e seu partido, o PSDB, de terem recebido valores do setor de Operações Estruturadas do grupo Odebrecht.

As informações sobre a causa da morte ainda não foram divulgadas.

Em delação premiada realizada em 2017, Henrique Valladares informou que apenas a Aécio Neves teria pago cerca de R$ 50 milhões, depositados em conta no exterior. Além de ser o delator de Aécio, Valladares também acusa o ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acusado de receber R$ 5,5 milhões em propinas.”

Henrique, que ocupou por anos a vice-presidência da empresa, também alegou ter distribuído dinheiro a representantes da CUT de Porto Velho e a lideranças indígenas, apontando envolvimento de Diego Mainardi e de Accioly em esquema de Aécio.

No caso de Aécio Neves e Edilson Lobão, o ex-executivo informou que a Odebrecht queria como retribuição facilidades na área de energia.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *