CIDADANIA

Extermínio de jovens negros é discutido na Câmara Municipal de Natal nesta terça (23)

O Rio Grande do Norte teve o segundo maior aumento da taxa de homicídio de jovens negros entre os anos de 2009 e 2019, segundo levantamento divulgado pelo Atlas da Violência 2021. Apenas no Acre o número de mortes dessa parcela da população é maior. Nesse período, a taxa de homicídio de pessoas negras subiu no RN e em mais dez unidades federativas do país, enquanto a média nacional seguiu caminho contrário, com redução nessa estatística.

O problema do assassinato da juventude negra, assim como sua vulnerabilidade física e social, vai ser discutida em audiência pública na Câmara Municipal de Natal, na manhã desta terça (23). A proposta do encontro é da Frente Parlamentar da Juventude da Câmara Municipal de Natal, presidida pelo vereador Pedro Gorki (PCdoB).

Durante o encontro, serão apresentados dados inéditos em parceria com o Observatório da Violência dos Rio Grande do Norte (OBVIO) e o Observatório da População Infantojuvenil em Contextos de Violência (OBIJUV).

É preciso dar ouvidos aos anseios da juventude negra natalense que exige o fim do genocídio em curso. Para superar esse obstáculo à consolidação da cidadania em nossa cidade, é preciso a união entre o poder público, a sociedade civil e os institutos de pesquisa. A Frente Parlamentar da Juventude será um instrumento para a construção desse grande pacto pela vida dos jovens negros”, comentou o vereador Pedro Gorki, autor da proposta de debate do tema.

Pelo levantamento do Atlas da Violência 2021, um total de 1.194 negros foram vítimas de homicídios no ano de 2019, um número 95,1% maior do que as 612 pessoas negras que morreram nos dez anos anteriores, em 2009. O estudo foi realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com o Instituto Jones dos Santos Neves. A análise foi realizada com dados do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde.

Serviço:

O quê: Audiência Pública sobre extermínio de jovens negros

Quando: Nesta terça (23) às 9h

Onde: Câmara Municipal de Natal (participação aberta ao público)

Confira outras matérias sobre o assunto:

49% de negras e negros do RN trabalham sem carteira assinada, aponta Dieese

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo