DEMOCRACIA

Fátima anuncia abertura de mais 62 leitos de UTI para reduzir taxa de ocupação a 80%

Anúncios

A governadora Fátima Bezerra (PT) afirmou nesta terça-feira (30) que o Governo do Estado vai instalar mais 62 leitos de UTI nos próximos 15 dias e, com isso, espera consolidar uma tendência de redução na ocupação de leitos apontada em avaliações do comitê científico local.

A expectativa do Governo é de que a ampliação na rede de leitos de UTI leve o índice de ocupação a um patamar de até 80%. Há uma semana, o teto estipulado pelo próprio Estado era de 70%. A taxa de ocupação atual é de 87%.

Outra variante que confirma essa tendência, segundo a governadora, é a queda na taxa de transmissibilidade do Coronavírus, em torno de 1 R (T), o que na prática significa que, a manter esse índice, uma pessoa infectada transmite o vírus em média para, no máximo, outro indivíduo. O ideal é que essa taxa fique abaixo de 1.

A tendência de queda na ocupação de leitos e a redução na taxa de transmissibilidade do vírus foram as justificativas do Governo para autorizar o início da abertura do comércio a partir desta quarta-feira (1).

Em Natal, o prefeito Álvaro Dias (PSDB) antecipou por decreto a reabertura das lojas. Desde hoje já estão autorizadas a funcionar atividades de informação, comunicação, agências de publicidade, design e afins; salões de beleza, barbearias e afins; estabelecimentos com até 300 m2 e com “porta para a rua”, dos seguintes ramos: papelarias, bancas de revistas; comércio de produtos de climatização; comércio de bicicletas e acessórios; comércio de vestuário; e armarinho.

Fátima Bezerra afirmou que, em que pese o início da abertura do comércio, a retomada da economia não significa que a população deva se descuidar das medidas de distanciamento e isolamento social. E ressaltou que as empresas enquadradas nas fases de reabertura devem cumprir de forma rigorosa todos os protocolos de higienização:

– As empresas devem manter todos os protocolos rigorosos, cumprir as medidas de higienização. Esse início não significa que nós devemos descuidar das medidas de distanciamento, de isolamento social. Não queremos ter retrocesso. É uma retomada de maneira gradual, segura, responsável. Inspira cuidados, cautela. Não estamos em tempo de normalidade, é tempo de ficar em casa, sair para o que for essencial, não esquecer o uso da máscara. As empresas têm que cumprir todos os protocolos sanitárias mantidos para que tenhamos retomada com toda a segurança. Até porque não queremos que aconteça o que está ocorrendo em outros estados”, disse.

A maioria dos estados que decidiu flexibilizar as medidas de distanciamento social e reabrir o comércio voltou atrás em razão do aumento dos índices de óbitos e contaminados por Covid-19.

Governo já abriu 415 leitos para pacientes da Covid

A governadora aposta na ampliação da rede hospitalar para manter os índices de ocupação de leitos em até 80%. O Governo já abriu 415 leitos para pacientes Covid-19, o que inclui 43 UTIs nas últimas duas semanas. Para os próximos 15 dias estão previstos mais 62 leitos de UTI. Fátima também autorizou a Sesap a requisitar os leitos da iniciativa privada abertos para a Covid-19 e que estão desocupados em razão da diminuição da pressão sob a rede particular:

– Vamos requisitar leitos da rede privada. Já autorizei para que se entrasse em contato com os donos de hospitais. Vamos pedir para que os leitos Covid não sejam desmobilizados para contratar mais leitos da iniciativa privada, como já foi feito com os hospitais Memorial e Rio Grande”, disse.

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *