CIDADANIA

Fátima Bezerra anuncia novo calendário de imunização no RN e doses da Sputnik V começam a chegar no estado em julho

A governadora Fátima Bezerra (PT) usou as redes sociais nesta terça-feira, 15, para anunciar o novo calendário de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. De acordo com a previsão divulgada pela gestora, durante o mês de junho serão vacinadas as pessoas que tem entre 59 e 50 anos. Em julho, as de 49 e 39 anos. Em agosto, imuniza-se quem está na faixa dos 38 a 29 anos e, finalmente, em setembro, poderão receber a primeira dose todos aqueles acima de 18 anos.

Bezerra ressalta, todavia, que a manutenção do calendário depende do envio de doses pelo Ministério da Saúde ao estado.

Confira o vídeo de anúncio:

Doses da Sputnik V chegam em julho

Um total de 300 mil doses da Sputnik V foram compradas pelo estado do Rio Grande do Norte e devem começar a chegar ao estado no próximo mês. A previsão foi feita pelo presidente do Fundo Soberano da Federação Russa, Kirill Dimitriev, durante reunião com os Consórcios Nordeste e Amazônia Legal nesta terça-feira (15).

Dimitriev também prometeu apresentar o cronograma de entrega das 37 milhões de doses ao Brasil até o final de junho.

O vice-governador do Rio Grande do Norte Antenor Roberto (PCdoB) participou da reunião virtual com representantes da marca russa e demais estados do Nordeste e Norte que compraram a vacina.

Antenor explicou que a chegada da Sputnik contribui para que a meta de Fátima Bezerra, de estar vacinando maiores de 18 anos até setembro, seja alcançada.

O procurador-geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, e a assessora especial do Gabinete Civil, Luciana Daltro, a secretária adjunta da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Maura Sobreira, e a subsecretária de planejamento e gestão da Sesap Lyane Ramalho também participaram do encontro remoto como representantes do RN.

Vacina russa liberada pela Anvisa

No último dia 4 de junho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a importação da vacina russa para uso emergencial no Brasil.

A compra, todavia, ocorre com os seguintes condicionantes:

– Somente poderão ser importadas vacinas das fábricas inspecionadas pela Anvisa na Rússia (Generium e Pharmstandard UfaVita);

– Há obrigação de análise lote a lote que comprove ausência de vírus replicantes e outras características de qualidade no produto;

– Estados devem informar, dentro de até 24 horas, eventos adversos graves decorrentes do uso da vacina.

Além do Rio Grande do Norte, solicitaram autorização para importar a Sputnik os estados nordestinos do Ceará, Bahia, Piauí, Sergipe, Tocantins e Maranhão, além de Tocantins, Amapá, Pará na região Norte, Mato Grosso, no Centro-Oeste, e dos municípios de Niterói e Maricá, no Sudeste.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *