DEMOCRACIA

Fátima Bezerra: “Tiramos o Estado da UTI”, diz a governadora sobre situação administrativa do RN

Em entrevista de quase duas horas ao programa Balbúrdia da Agência Saiba Mais, a Governadora do RN, Fátima Bezerra (PT), disse que encontrou as finanças do Estado na UTI e que hoje está aliviada por dar a garantia dos salários do funcionalismo estadual em dia. Ela lembrou que quando chegou ao governo, em janeiro de 2019, encontrou a dívida de quatro folhas de pagamento em atraso e que, desde então, a prioridade zero do Governo é conseguir saldar essa perda dos servidores. “Enfim, estamos concluindo. E posso dizer que tiramos o Estado da UTI. O RN não está mais entubado”, descreveu.

A Governadora também falou sobre a CPI da Covid instalada na Assembleia Legislativa do RN para investigar os gastos do Estado durante a pandemia. Ela afirmou que está “completamente tranquila” e que a equipe é preparada para responder a qualquer questionamento que apareça. Fátima ressaltou que espera dos deputados que não haja
sensacionalismo nem espetacularização em detrimento do papel da Casa, que é o de investigar. “A maioria dos contratos foram realizados sobre Termos de Ajustamento de Gestão, em parceria com os ministérios públicos”, explicou a Governadora.

Sobre a possível candidatura à reeleição em 2022, a Governadora analisa que ainda não vai se pronunciar sobre a disputa pois está com a atenção totalmente voltada para as questões administrativas. “Pegamos o Estado destroçado”, lembra. Mas ela manda um recado para a oposição: “Uma parte da oposição deve estar inconsolável. Alimentados por preconceito, torciam pelo quanto pior melhor, a gente seguiu trabalhando.”

Leia os principais trechos das respostas da governadora Fátima Bezerra:

CPI da Covid (ALRN) – 1h14m do vídeo
“Nós estamos absolutamente tranquilos. O Governo do Estado, ao longo de todo esse período, agiu com toda transparência, especialmente com o cuidado na aplicação dos recursos públicos. Temos uma equipe muito dedicada. Formamos uma força tarefa, pois a magnitude da pandemia pedia um esforço concentrado. Tivemos um diálogo permanente com os Ministérios Públicos. A maioria dos contratos, no contexto da pandemia, foram feitos através de Termos de Ajustamento de Gestão. Então, não há o que temer. Esperamos que os membros da CPI possam atuar dentro da legalidade. Voltado para o papel deles, que é investigação. Sem extrapolar para o sensacionalismo ou a espetacularização. Ou seja, agir dentro da legalidade, conforme reza o regimento do Poder Legislativo e a Constituição do Estado. Estamos preparados para responder aos questionamentos e dar todos os esclarecimentos”

Oposição – 1h21m do vídeo
“Certamente deve ter um setor da oposição inconsolável, porque torceu muito para o quanto pior melhor. Esse grupo deve ter achado que uma professora de origem social, como eu, não ia ter capacidade de dar a resposta que o povo esperava, e estamos dando. Eu tirei o Estado da UTI. Porque, não brinque não, assumi o Estado com quatro folhas (de servidores) em aberto. Nenhum gestor assumiu o Estado assim… sem calendário de pagamento, com as funções sociais colapsadas, o Estado perdendo competitividade (muitas empresas já tinham ido embora para outros estados). E, repito: enquanto setores da oposição, alimentados por preconceito, torciam pelo quanto pior melhor, a gente seguiu trabalhando e, hoje, posso dizer que tirei o Estado da UTI. O Estado não está mais entubado”.

Folhas em atraso – 1h23m do vídeo
“Aquela balbúrdia, que era há três anos, dos servidores sem calendário de pagamento, não existe mais. Porque a oposição parece que perdeu a memória ou deixou a memória de lado. Lembrando que governo anterior só pagou dentro do mês o ano de 2015, a partir de então foi atrasando e chegou no caos, com quatro folhas em aberto. Hoje posso dizer aos meus colegas servidores: não tenho mais apreensão nenhuma de que vou chegar ao final do mês sem recursos para pagar a folha. Estou quitando a dívida que a gestão anterior deixou. É um direito do servidor e um dever do Estado. Estou quitando a última parcela da terceira folha e inicio o ano pagando a última folha em aberto, para quitar ainda no primeiro semestre do ano que vem. Além disso, ainda estou recuperando a nossa capacidade de investimento. Tanto que dos R$ 400 milhões do programa que anunciamos para a Educação, R$ 120 são de recursos próprios”.

“Aqueles que apostavam que o nosso Governo não tinha capacidade de retirar o Estado da UTI em que estava, quebraram a cara. A professora e sua equipe têm dado conta do recado e tem muito Rio Grande do Norte pela frente”.

Eleições 2022 – 1h36m do vídeo
“O momento não é de falar de eleições… é de cuidar da administração. Peguei o estado destroçado. E todas as nossas forças foram para superar essa situação e estamos consgeuindo. Então é isso que estamos trabalhando. É com esse sentimento que entende que ainda temos muitos desafios e muito o que fazer. Por isso temos que cuidar da administração e não com eleições”.

Assista aqui a entrevista completa da governadora Fátima Bezerra ao Balbúdia:

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *