TRANSPARÊNCIA

Fátima quer autorização para negociar crédito com bancos privados  

A governadora Fátima Bezerra (PT) afirmou nesta segunda-feira (28) que não fará distinção para negociar créditos com instituições financeiras públicas ou privadas. Quem apresentar a melhor proposta para o Estado, segundo ela, terá o Governo como parceiro.

Na busca por recursos extras para iniciar o pagamento dos salários atrasados do funcionalismo, Fátima Bezerra anunciou que vai enviar um projeto de Lei para a Assembleia Legislativa pedindo autorização da Casa para negociar créditos para o Estado também com bancos privados.

Além da antecipação dos royalties de petróleo negociada diretamente com o Banco do Brasil, a governadora também espera conseguir recursos extras com a venda da conta do Estado para o banco que apresentar a melhor proposta, por isso a intenção de aumentar o leque de interessados, seja da esfera pública ou privada.

A gestão do ex-governador Robinson Faria (PSD) restringiu o poder de negociação do Estado ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Ao abrir a possibilidade também para as instituições privadas, Fátima incentivaria uma concorrência entre os bancos, especialmente para reduzir os juros e conseguir mais recursos.

Em entrevista à rádio 96 FM, Fátima Bezerra afirmou que as negociações do governo serão pautadas pela melhor proposta para o Estado:

– Vou buscar autorização da Assembleia Legislativa para negociar com bancos públicos e privados. O que vai pautar essa negociação é a proposta que melhor atender aos interesses dos servidores e do Estado. Estaremos abertos para a melhor proposta. Estamos em tratativas com o Banco do Brasil, que administra a folha de pagamento do Rio Grande do Norte, mas a equipe econômica também abriu diálogo com a Caixa. Mas queremos que a ALRN autorize o diálogo também com instituições privadas.

Ajuste fiscal

A governadora vai anunciar as demais medidas do Plano de Recuperação Fiscal do Rio Grande do Norte dia 5 de fevereiro, quando fará a leitura da mensagem anual na Assembleia Legislativa, abrindo oficialmente o ano legislativo de 2019.

Nesta quarta-feira, Fátima reúne os 24 deputados estaduais eleitos para fazer uma avaliação do primeiro mês de gestão, além de antecipar algumas das medidas que serão encaminhadas a Casa já em fevereiro.

Entre as ações que serão apreciadas a partir do próximo mês pelos parlamentares, a governadora também vai pedir autorização para antecipar as receitas dos royalties de petróleo referente aos anos de 2020, 2021 e 2022.

O Governo ainda aguarda a resposta do Banco do Brasil sobre a liberação dos royalties. A negociação não é simples. Entre os débitos herdados da gestão anterior está uma dívida de aproximadamente R$ 120 milhões referente à empréstimos consignados. Isso porque o governo Robinson descontou o valor dos empréstimos dos servidores, mas não repassou para o Banco.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *