DEMOCRACIA

Fátima sobre cortes na Educação: “É absurdo, um grande equívoco”

Num vídeo gravado e distribuído nas redes sociais nesta segunda-feira (6), a governadora Fátima Bezerra (PT) criticou o governo Bolsonaro em relação aos cortes do MEC nas universidades, institutos e colégios federais do país.

O vídeo de 1 minuto e 42 segundos não tem a assinatura do Governo do Estado e encerra apenas como o nome Fátima Bezerra, ou seja, não é um posicionamento institucional, mas pessoal da professora e cidadã, como ela se refere no vídeo:

– É muito preocupante quando o Governo ameaça inviabilizar o ensino público e gratuito seja em que nível for, na educação básica, no ensino médio e superior. Por isso que é meu dever, nosso dever como cidadãos nos posicionar contra esses cortes de verbas nas universidades e nos institutos federais.

Fátima destaca as perdas do Rio Grande do Norte que, somados os cortes na UFRN, IFRN e UFERSA, devem ultrapassar R$ 102 milhões. A governadora classificou como “um absurdo e um grande equívoco” os ataques do governo Bolsonaro sobre a Educação:

– Isso é um absurdo, é um grave equívoco que compromete e ameaça o ensino superior gratuito e de qualidade que tanto beneficiou aos jovens do nosso Estado e do nosso país nos últimos anos. É menos dinheiro para ensino e para pesquisa”, disse.

Fátima é a responsável no Rio Grande do Norte pela proliferação dos IFs no Estado, ainda quando exercia o mandato de deputada federal. Antes do governo Lula, o RN possuí apenas dois Institutos Federais e, atualmente, são 21.

O secretário de Estado da Educação Getúlio Marques era auxiliar do ex-ministro Fernando Haddad e coordenou o processo de ampliação dos IFs pelo Brasil.

Confira o vídeo:

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *