CULTURA

Festival exibe filmes russos e soviéticos em alta qualidade pelo YouTube 

A distribuidora CPC-UMES Filmes exibe, desde o dia 21 de janeiro, filmes russos e soviéticos todos os finais de semana, gratuitamente, até junho. As obras são exibidas no canal do Youtube da distribuidora, a partir de matrizes restauradas pelo próprio Estúdio Mosfilm, o maior e mais importante estúdio de cinema da Rússia. Neste final de semana, o festival exibe Dersu Uzala, clássico de Akira Kurosawa.

A mostra começou com Anna Karenina, A História de Vronsky, uma versão do romance de Liev Tolstói que parte do encontro do filho de Anna com o conde de Vronsky durante a Guerra Sino-Japonesa. Responsável por um hospital de campanha numa vila no interior da China, Karenin pede ao conde que conte a ele sobre a mãe, sobre quem ele só ouviu falar por quem a odiava. A produção dirigida por Karen Shakhnazarov tem direção de arte e figurino refinados e traz um ponto de vista diferente da já conhecida história de Anna.

Na semana passada, o festival exibiu Um Acidente de Caça, adaptado da novela de Anton Chekhov. Ao todo, o festival exibe 22 longas dos mais variados gêneros, dirigidos por cineastas  como Serguey Eisenstein, Grigori Chukhray, Karen Shakhnazarov e Andrei Tarkovsky.

A iniciativa é a segunda edição do festival “Cinema Soviético e Russo em Casa”, que no segundo semestre do ano passado apresentou  20 sessões gratuitas de filmes do Mosfilm. A distribuidora CPC-UMES é um braço do Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo e está no mercado nacional desde 2014, com mais de 50 títulos lançados em DVD e Blu-Ray.

Cada filme fica disponível toda sexta-feira, a partir das 19h, e pode ser assistido até as 19h do domingo. Para assistir aos filmes, basta acessar o canal CPC-UMES Filmes no Youtube no horário da exibição: http://bit.ly/CPCUMESFilmes

Confira a programação completa do festival:

Janeiro

22/01 – ANNA KARENINA. A HISTÓRIA DE VRONSKY

29/01 – UM ACIDENTE DE CAÇA

Fevereiro

05/02 – DERSU UZALA

12/02 – ALEKSANDR NEVSKY

19/02 – VÁ E VEJA

26/02 – A ASCENSÃO

Março

05/03 – A BALADA DO SOLDADO

12/03 – QUANDO VOAM AS CEGONHAS

19/03 – TIGRE BRANCO

26/03 – O CAMINHO PARA BERLIM

Abril

02/04 – AMIGOS VERDADEIROS

09/04 – ESTAÇÃO BIELORRÚSSIA

16/04 – A PRISIONEIRA DO CÁUCASO

23/04 – A VIDA É MARAVILHOSA

30/04 – O HOMEM DO BOULEVARD DES CAPUCINES

Maio

07/05 – ELES LUTARAM PELA PÁTRIA

14/05 – CIDADE ZERO

21/05 – O MENSAGEIRO

28/05 – BORIS GODUNOV

Junho

04/06 – ANDREI RUBLEV

11/06 – SOLARIS

18/06 – STALKER

Sinopses dos filmes:

ANNA KARENINA – A HISTÓRIA DE VRONSKY

2017 / COR / 138 MIN. / DRAMA

Direção: Karen Shakhnazarov / Roteiro: Alexey Buzin e Karen Shakhnazarov / Música: Yuri Poteenko

Sinopse: 1904. Guerra Russo-Japonesa. Manchúria. Hospital militar russo em um vilarejo chinês parcialmente destruído. Sergei Karenin, responsável pelo hospital, descobre que o Conde Vronsky, em recuperação ali, é o homem que arruinou a vida de sua mãe, Anna Karenina. Sem nutrir esperanças ou esperar respostas, Karenin faz a Vronsky a pergunta que o vem atormentando por toda a vida: o que fez sua mãe tirar a própria vida?

UM ACIDENTE DE CAÇA

1978 / COR / 107 MIN. / DRAMA

Direção: Emil Loteanu / Argumento Original: Anton Chekhov / Música: Eugen Doga

Sinopse: Adaptado da novela de Anton Chekhov, publicada como folhetim em 1884-85 e considerada precursora do romance policial psicológico, o filme penetra no vazio moral da aristocracia decadente ao narrar o drama da jovem Olga, filha de um servo, cobiçada por três homens de meia-idade.

DERSU UZALA

1975 / COR / 143 MIN. / DRAMA

Direção: Akira Kurosawa / Argumento Original: Vladimir Arsenyev / Música Original: Isaak Shwarts

Sinopse: Explorador e cartógrafo do exército russo mapeia a Sibéria no fim do século 19, com a ajuda de caçador nativo avesso aos padrões mercantis de conhecimento e relação com a natureza. Produzida pelo Mosfilm, a obra trouxe de volta às telas o mestre japonês, que tentara o suicídio em 1971. Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1976.

ALEKSANDR NEVSKY

1938 / P&B / 108 MIN. / GUERRA

Direção: Serguey Eisenstein / Roteiro: Pyotr Pavlenko, Serguey Eisenstein / Música: Serguey Prokofiev

Sinopse: Na primeira metade do século 13, o príncipe Aleksandr Nevsky evita o confronto com os tártaros que impunham pesados tributos às cidades russas e concentra esforços na organização de um exército popular para derrotar uma ameaça mais perigosa: os temíveis Cavaleiros Teutônicos, que pretendiam se apossar do território russo, submetê-lo ao Sacro Império Romano-Germânico e erradicar sua cultura.

VÁ E VEJA

1985 / COR / 143 MIN. / GUERRA

Direção: Elem Klimov / Argumento e Roteiro: Ales Adamovich / Música: Oleg Yanchenko

Sinopse: Em 1943, o adolescente Floria, de uma aldeia bielorrussa, encontra um velho fuzil e se junta ao movimento guerrilheiro de resistência contra os nazistas. A ocupação da Bielorrússia foi de uma selvageria sem precedentes. Das 9.200 localidades destruídas na URSS durante a 2ª. Guerra Mundial, 5.295 estavam situadas na região. Mais de 600 vilas foram aniquiladas, e 2.230.000 soviéticos foram mortos lá durante os anos da invasão alemã.

A ASCENSÃO

1977 / P&B / 109 MIN. / DRAMA

Direção: Larisa Shepitko / Argumento Original: Vassil Bykov / Roteiro: Yury Klepikov e Larisa Shepitko / Música: Alfred Schnittke

Sinopse: No rigoroso inverno que assola a URSS durante a 2ª Guerra Mundial, dois partisans deixam seu acampamento a procura de alimentos para o grupo. A jornada é de provações e sofrimento. Capturados pelos nazistas, reagem diferentemente ao mesmo tratamento brutal. Adaptação do romance ‘Sotnikov’, do escritor Vassil Bykov, o filme ganhou o Urso de Ouro, no Festival de Berlim (1977).

A BALADA DO SOLDADO

1959 / P&B / 88 MIN. / GUERRA

Direção: Grigori Chukhray / Argumento original: Grigori Chukhray e Valentin Yezhov / Música: Mikhail Ziv

Sinopse: Durante a 2ª Guerra, o soldado Alyosha destrói dois tanques alemães. Ao invés de uma medalha, pede uma licença para visitar a mãe. Na jornada, o jovem compartilha com o povo os sacrifícios da vida na retaguarda. Premiado nos festivais de Cannes, São Francisco, Londres e Milão.

QUANDO VOAM AS CEGONHAS

1957 / P&B / 96 MIN. / DRAMA

Direção: Mikhail Kalatozov / Argumento e Roteiro: Viktor Rozov / Música: Moisey Vaynberg

Sinopse: Veronika e Boris, um jovem casal de namorados, é separado pela convocação do rapaz para o Exército Vermelho durante a 2ª Guerra Mundial. Ansiosa por notícias do front, a moça é acolhida pela família de Boris quando sua casa é destruída por um bombardeio, e acaba forçada a se envolver com o primo do rapaz, com quem resignadamente se casa, mas continua a esperar por Boris. Palma de Ouro no Festival de Cannes (1958).

TIGRE BRANCO

2012 / COR / 104 MIN. / GUERRA

Direção: Karen Shakhnazarov / Argumento Original: Ilya Boyashov / Música Original: Yuri Poteenko e Konstantin Shevelyov

Sinopse: Encontrado quase morto entre destroços no campo de batalha, o tanquista Ivan Naidionov tem uma recuperação surpreendente, que desafia a capacidade de compreensão dos médicos. Mais misteriosa se torna a história quando ele revela que foi atingido pelo Tigre Branco, indestrutível tanque alemão que surge e desaparece por encanto, deixando um rastro de destruição e morte.

O CAMINHO PARA BERLIM

2015 / COR / 82 MIN. / GUERRA

Direção: Serguei Popov / Argumento Original: Emmanuil Kazakevich e Konstantin Simonov / Música: Roman Dormidoshin

Sinopse: Condenado, por covardia, ao fuzilamento, tenente russo tem várias oportunidades de escapar, enquanto cruza a estepe escoltado por soldado cazaque até o posto de comando. Baseado em escritos de Konstantin Simonov e Emmanuil Kazakevich, o filme foi lançado por ocasião do 70º aniversário da vitória do Exército Vermelho sobre o fascismo.

AMIGOS VERDADEIROS

1954 / COR / 100 MIN. / COMÉDIA

Direção: Mikhail Kalatozov / Argumento original: Aleksandr Galich / Música: Tikhon Khrennikov

Sinopse: Era uma vez três garotos que moravam em um subúrbio de Moscou. Borka tornou-se um famoso cirurgião; Sashka, professor de pecuária; e Vaska, doutor em arquitetura. Lembrando-se da promessa dada um ao outro quando crianças, eles partem em uma jangada pelo rio Volga e passam por muitas aventuras.

ESTAÇÃO BIELORRÚSSIA

1971 / COR / 100 MIN. / DRAMA

Direção: Andrey Smirnov / Argumento: Vadim Trunin / Música: Bulat Okudzhava e Alfred Shnitke

Sinopse: Quatro veteranos da 2ª Guerra Mundial se encontram 25 anos depois, no funeral de um ex-camarada de armas que permanecera no exército. Antes de retornarem a seus afazeres, vivem um dia repleto de recordações e situações inesperadas.

A PRISIONEIRA DO CÁUCASO

1966 / COR / 80 MIN. / COMÉDIA

Direção e Argumento original: Leonid Gayday / Música: Aleksandr Zatsepin

Sinopse: Em viagem de pesquisa ao folclore do Cáucaso, o jovem estudante Shurik se apaixona pela atlética, belíssima e politizada Nina. Mas a garota é sequestrada pelo homem mais poderoso da região, que planeja impor a ela um casamento arranjado. Mais uma comédia em que Gayday ultrapassou a marca dos 76,4 milhões de ingressos vendidos.

A VIDA É MARAVILHOSA

1979 / COR / 116 MIN. / DRAMA

Direção: Grigory Chukhray / Argumento Original: Giovanni Fago / Música: Armando Travajoli

Sinopse: O piloto Antonio Murillo foi expulso do Exército por se recusar a abrir fogo contra uma embarcação que transportava mulheres e crianças em fuga. Seu principal objetivo agora é viver sem complicações, dirigindo seu táxi, mas ao envolver-se com Mary, garçonete de um café local, terá que fazer uma escolha. A história se passa num país sem nome, situado na Europa, governado por uma Junta Militar.

O HOMEM DO BOULEVARD DES CAPUCINES

1987 / COR / 97 MIN. / COMÉDIA

Direção: Alla Surikova / Argumento original: Eduard Akopov / Música: Gennady Gladkov

Sinopse: Na alvorada do século 20, Mr. Johnny First chega ao Oeste Selvagem com um projetor e alguns rolos de filme. O título dessa deliciosa sátira ao western way of life é uma alusão ao Salão Indiano do Grand Café do Boulevard des Capucines, onde os Irmãos Lumière encantaram as plateias com sua maravilhosa invenção.

ELES LUTARAM PELA PÁTRIA

1975 / COR / 157 MIN. / GUERRA

Direção: Serguei Bondarchuk / Argumento original: Mikhail Sholokhov / Música: Vyacheslav Ovchinnikov

Sinopse: Reconstituição dos três dias de retirada de um regimento do Exército Vermelho em direção à Stalingrado, sob a ótica de três soldados de origens diferentes — um engenheiro agrônomo, um mecânico e um mineiro. Baseado em romance do Nobel de literatura Mikhail Sholokhov, foi indicado à Palma de Ouro de 1975.

CIDADE ZERO

1988 / COR / 101 MIN. / COMÉDIA

Direção: Karen Shakhnazarov / Argumento e Roteiro: Aleksandr Borodyansky e Karen Shakhnazarov / Música: Eduard Artemev

Sinopse: Durante a perestroika, quando tudo parece estar de cabeça para baixo, Aleksei Varakin, representante de uma indústria de Moscou, é enviado a uma pequena cidade para tratar com um fornecedor de máquinas de ar condicionado. O que era uma viagem de negócios corriqueira se transforma em pesadelo, à medida que Varakin se envolve em situações bizarras.

O MENSAGEIRO

1986 / COR / 89 MIN. / DRAMA

Direção: Karen Shakhnazarov / Roteiro: Karen Shakhnazarov e Aleksandr Borodyanskiy / Música: Eduard Artemev

Sinopse: Vivendo durante a era Gorbachev numa sociedade à deriva, rapaz sem noção consegue emprego de office boy. Através de uma das entregas, ele conhece o professor Kuznetzov e sua filha Katya. Para irritar o professor, ele afirma ter engravidado Katya. Para sua surpresa, ela confirma a sua história.

BORIS GODUNOV

1986 / COR / 140 MIN. / DRAMA

Direção e roteiro: Serguey Bondarchuk / Música: Vyacheslav Ovchinnikov

Sinopse: Com a morte do czar Ivan, o Terrível, Boris Godunov se torna regente e 13 anos mais tarde, em 1598, assume o trono, com aparente relutância, assombrado por rumores de que fora responsável pelo envenenamento do legítimo herdeiro de Ivan, o filho Dimitry. Alguns anos depois, um pretendente posa como o príncipe perdido e lidera uma revolta para derrubar Boris.

ANDREI RUBLEV

1966 / P&B / 182 MIN. / DRAMA

Direção: Andrei Tarkovsky / Roteiro: Andrei Konchalovsky e Andrei Tarkovsky / Música: Vyacheslav Ovchinnikov

Sinopse: No verão de 1400, Andrei Rublev deixa o monastério onde foi criado e vai a Moscou para pintar os afrescos de uma catedral do Kremlin. Lá é confrontado com a violência e as dificuldades a que o povo russo era submetido na época. O filme é dividido em histórias curtas que desenham uma visão dos caminhos que levaram o monge, canonizado em 1988, a se tornar o maior pintor de ícones da escola medieval russa.

SOLARIS

1972 / COR / 167 MIN. / FICÇÃO CIENTÍFICA

Direção: Andrei Tarkovsky / Argumento Original: Stanislaw Lem / Música Original: Eduard Artemyev

Sinopse: Cientista enviado para investigar fenômenos ocorridos na estação espacial que orbita Solaris, reencontra ali a esposa, que se matara há 10 anos. Depois de ser bombardeado com raios-x, o oceano que cobre o planeta parece dotado de poderes para penetrar no íntimo dos seres humanos e materializar suas memórias, tornando-as reais. Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes (1972).

STALKER

1979 / COR / 162 MIN. / FICÇÃO CIENTÍFICA

Diretor: Andrei Tarkovsky / Roteiro: Arcady Strugatsky e Boris Strugatsky / Música: Eduard Artemyov

Sinopse: Num futuro indefinido, um guia (stalker) conduz dois homens conhecidos como Escritor e Professor a uma área proibida, a “Zona”. Dentro dela há uma usina desativada com um aposento que possui a propriedade de realizar os desejos de quem entrar nele. Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes (1980).

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *