CULTURA

Live da Força: Festival no Youtube arrecada recursos para ambulantes e artistas de circo em Natal

Com duas edições realizadas em maio e agosto de 2020, o Festival Live da Força trouxe 58 artistas para transmissões ao vivo e fincou lugar como um dos maiores eventos de música regional do país nas plataformas de streaming. Além de entretenimento para o público e visibilidade para os artistas locais, o projeto conseguiu arrecadar recursos para ajudar ambulantes e grupos circenses durante a pandemia do novo coronavírus. 

Agora, os agitadores responsáveis pelo projeto vão recriar uma versão especial, reunindo até 12 melhores momentos, para lançar no dia 4 de março, às 16h, no canal Livre Potiguar, do Youtube. Com isso, a intenção é também continuar levantando recursos  e ajudando profissionais que perderam renda com ausência de público presencial nos eventos de rua ou espetáculos circenses.

“Com essa pandemia, os ambulantes da cidade acabaram não tendo como trabalhar, porque não teve mais as ações culturais, e a galera dependia muito dessa fonte de renda […] O circo também foi uma classe dentro da cultura potiguar que quebrou muito porque depende muito do público”, afirma Daniel Souza, produtor e agitador cultural responsável pela curadoria das apresentações.

No total, foi arrecadado R$ 1.350 durante as duas últimas edições do festival. O valor serviu para comprar cestas básicas, produtos de higiene pessoal e limpeza e até para pagar contas de 42 famílias de ambulantes e artistas, além de uma banda de fanfarra e um circo.

Com a versão especial, o objetivo, segundo Daniel, é ajudar aos que não conseguiram nem voltar às atividades nem encontrar novas formas de trabalho. “Dar uma força a essa galera que não conseguiu pagar sua conta d’água, sua conta de luz, dar uma contribuição boa pra essa turma”, explica.

 

Além disso, a versão editada surge como uma prévia da nova edição do Festival, planejada para acontecer entre os meses de março e abril, com novos artistas. O projeto produzido por Daniel Souza e realizado pel’A Toca Produções está sendo financiado com recursos da Lei Aldir Blanc (Decreto 10.489/20) para o setor cultural. 

“Não é fácil viver de cultura aqui do Estado, né? Nosso papel como agitador cultural, como produtor cultural é fortalecer essa turma. Contribuir com essa galera para que eles possam continuar fazendo o seu trabalho e deixando a população potiguar mais feliz”, finaliza Souza.

Até o dia 10 de março, a organização recebe doações de qualquer valor pelo PIX 84988907090 ou pelo e-mail: potiguarcomedordecamarao@gmail.com. Todos os valores serão revertidos em doações para os trabalhadores da cultura.

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *