CULTURA

Rei das ondas e dono da 1ª medalha de ouro no surfe numa olimpíada, potiguar Ítalo Ferreira ganha filme

Na contramão da correnteza, o potiguar Ítalo Ferreira venceu a estatística do improvável e saiu da pequena Baía Formosa, no interior do Rio Grande do Norte, para ocupar o lugar mais alto do surfe mundial. Depois de conquistar a primeira medalha de ouro no esporte, nas Olimpíadas de Tóquio 2020, o surfista potiguar voltou para casa na mesma Baía Formosa de sua infância, junto da família, que continua mantendo o estilo de vida simples e discreto. Como muita gente já deve ter lido ou ouvido falar, Ítalo nasceu em uma família simples e aprendeu a surfar com pranchas emprestadas e com a tampa de isopor das caixas que o pai usava para armazenar peixes. Toda essa trajetória está, agora, eternizada em filme.

No documentário “A curiosa história de Ítalo Ferreira”, a diretora Luiza de Moraes conta um pouco dessa trajetória. Pra isso, ela contou com a ajuda do amigo de Infância de Ítalo, Buxexa, que acabou ficando responsável pela narração. O sotaque potiguar traz melodia para a produção e parece nos lembrar como, muitas vezes, ignoramos nossas riquezas.

Apesar da seriedade de uma grande produção, o documentário tem um tom leve ao retratar os causos de infância e os “aperreios” enfrentados por Ítalo para conseguir competir. O filme também retrata o gosto dos moradores pelo município, que começou como uma vila de pescadores. O ritmo lento de uma cidade pequena, onde quem por lá nasce parece já ter destino certo e traz, ainda, os depoimentos dos pais do surfista, sempre tímidos e avessos à publicidade.

Além das belezas naturais de Baía Formosa, o que chama atenção no documentário é a inquietude de Ítalo desde a infância e preservada até hoje que, certamente, explica a grandiosidade de suas conquistas. O documentário, produzido pela O2 Filmes, está disponível na internet e pode ser assistido gratuitamente! Confira:

https://www.redbull.com/br-pt/films/italo-ferreira 

 

 

Confira também nossas matérias sobre as conquistas de Ítalo Ferreira no surfe:

Potiguar Ítalo Ferreira ganha a primeira medalha de ouro olímpica do surfe: “Queria que minha avó estivesse viva para ver o que eu me tornei”

Do isopor ao ouro. Surfista Ítalo Ferreira pode trazer o sonhado ouro olímpico para o RN

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *