+ Notícias

Fórum de Servidores recusa datas de pagamento do Governo do Estado

Entidades que compõem o Fórum de Servidores no Rio Grande do Norte rejeitaram terça-feira (2), 2, a proposta do Governo do Estado de pagar as folhas de julho, agosto e setembro nos dias 15 e 30 de cada mês. A decisão contradiz o acordo feito na semana passada, 27, entre representantes do governo e do fórum. A informação foi divulgada pela presidenta do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Direta (Sinsp), Janeayre Souto.

O acordo definido em reunião que contou com a presença de representantes do governo estabelecia as seguintes datas e ordem:

  • Servidores que recebem até 3 mil reais bruto e os servidores da Segurança Pública teriam a integralidade do salário pago na primeira data estabelecida, dia 15 de cada mês;
  • Servidores que ganham acima de 3 mil reais brutos receberiam 30% do salário nessa mesma data, dia 15;
  • Na segunda data, dia 30 de cada mês, seria pago o restante do salário pendente dos servidores que receberam os 30% antes;
  • Servidores dos órgãos que possuem arrecadação própria, como o Idema, e servidores da educação receberiam 100% do salário na segunda data de cada mês.

A decisão de negar o acordo será repassada ao governo nesta quarta, 3. Como justificativa, a presidenta do sindicato explicou que a proposta feita pelo governo penaliza os servidores que ganham menos. 

Além dessa decisão, o Fórum também estabeleceu a data do próximo dia 13 de agosto como o ‘Dia estadual de luta em defesa dos Serviços e dos Servidores Públicos’. 

“A proposta de calendário apresentado penaliza e sacrifica cada vez mais os pequenos, o que ganham menos”, explica Janeayre Souto. “Já consideramos um absurdo o governo pagar em cima do bruto. E não em cima do líquido”, completa.

Artigo anteriorPróximo artigo
Pedro Torres
Pesquisador e jornalista com foco em direitos humanos, política e tecnologia baseado em Natal/RN. CONTATO: pedrohtorres@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *