CIDADANIA

Fórum Vila em Movimento denuncia falta de materiais básicos em UBS da Vila de Ponta Negra

O Fórum Vila em Movimento, rede cidadã de articulação e mobilização social da Vila de Ponta Negra, em Natal, denunciou, em nota, a situação da Unidade Básica de Saúde da Vila, que atende diariamente a população da localidade em situação de vulnerabilidade social. De acordo com relatos colhidos pelo Fórum junto à profissionais da saúde da UBS, faltam materiais básicos no dia a dia da unidade, como papel higiênico, sabonete líquido e água sanitária.

Segundo informações de moradores, dois profissionais da UBS Vila de Ponta Negra testaram positivo para o Coronavírus e apenas um funcionário ASG é que faz a limpeza de toda a unidade. Além disso, a unidade tem salas interditadas por infiltrações e mofo, que também causa desconforto respiratório aos profissionais.

O Fórum Vila em Movimento relata o avanço do número de casos suspeitos e confirmados na comunidade, de março ao início de junho 419 pessoas foram atendidas pela UBS com sintomas do coronavírus. Destes, apenas 52 fizeram o teste, resultando em 22 casos positivos e 2 óbitos.

“É extremamente importante proteger a saúde dos profissionais que cuidam dos doentes, que precisam de condições de trabalho adequadas e disponibilização de testes. A situação é de violação de direitos contra esses profissionais da UBS de Ponta Negra, reivindicamos respeito e o cumprimento dos protocolos de segurança da OMS, Ministério da Saúde e Sesap, para garantir a proteção desses profissionais e dos usuários da unidade”, diz um trecho da nota.

Segundo comunicou a direção da UBS ao Fórum Vila em Movimento, faltam ainda itens como papel toalha, desinfetante, papel ofício e copos descartáveis. A direção afirma que, caso os problemas estruturais e funcionais da unidade não sejam resolvidos, o atendimento será paralisado.

“Considerando todas as questões descritas, informamos que, pensando na proteção dos profissionais de saúde e dos nossos usuários, estamos na iminência de paralisarmos nossas atividades até que sejam efetivados os devidos encaminhamentos. Entre eles, solicitamos, de imediato, os materiais de limpeza necessários para o funcionamento da Unidade, as ações de testagem de todos os profissionais de saúde, descontaminação da unidade de saúde, semanalmente, e o recrutamento de profissional médico, técnico de enfermagem e ASG”, relata a direção da unidade de saúde da Vila de Ponta Negra.

De acordo com a plataforma Coronavírus RN, do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS), o bairro de Ponta Negra tem 3,57% dos casos confirmados de Covid-19 em Natal. Além disso, 2,75% dos óbitos da capital foram registrados no bairro.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Kamila Tuenia
Jornalista potiguar em formação pela UFRN, repórter e assessora de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *