CULTURA

Fundação José Augusto prorroga prazo de inscrição de nove editais da Lei Aldir Blanc

Para quem perdeu o prazo de participar de algum dos editais da Lei Aldir Blanc, a Fundação José Augusto (FJA) prorrogou até 18 de novembro o prazo para inscrições em nove editais lançados pelo Governo do Rio Grande do Norte. A prorrogação já foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta (13). Ao todo, os editais vão garantir que R$ 20 milhões sejam repassados aos artistas potiguares inscritos. Os recursos têm dado um fôlego aos artistas das mais diferentes áreas que tiveram suas fontes de recursos, praticamente, extintas com a pandemia do novo coronavírus. Sem poder formar aglomerações, peças, shows, inaugurações e lançamentos foram cancelados.

Com o modelo de negócios que nós consagramos nos últimos tempos, a editora sobrevive com a participação em feiras, com o lançamento de livros e a venda de títulos, seja em livrarias ou na nossa loja virtual. Mas, com essa situação de pandemia, vimos frustradas quase todas essas fontes de receitas. Elas foram suprimidas por essa situação que estamos vivendo e a gente, realmente, passou a viver uma dificuldade muito forte porque algumas contas fixas não podem ser deixadas de lado. Precisamos honrar esses compromissos mensais e, nesse contexto, esses editais da Lei Aldir Blanc vieram pra salvar o ano. Fazer com que tenhamos um alívio não só pra dar uma folga, mas eu diria que para a sobrevivência da editora. Eu não sei como seria 2021 sem esses editais agora, no fim de 2020”, desabafa Carlos Fialho, um dos fundados da editora Jovens Escribas, fundada em 2004.

 

Foto: reprodução redes sociais I Carlos Fialho, da editora Jovens Escribas, em uma feira de livros

Foram prorrogados os editais do Programa de Apoio a Microprojetos Culturais, o de Fomento à Cultura Potiguar 2020, o Prêmio Cultura Popular de Tradição, o de Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa, o de Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância, o Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres, o de Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana, o de Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais e o edital Ecos do Elefante: Apoio Cultural aos Municípios Potiguares.

Os nove editais foram prorrogados para garantir a maior participação dos artistas já que há uma certa dificuldade em lidar com ferramentas da informática e a linguagem mais burocrática na inscrição dos projetos. Também foi levada em conta a necessidade de disponibilizar recursos humanos com perfil técnico para auxiliar alguns grupos na adequação dos projetos à linguagem dos meios eletrônicos exigidos nas cláusulas dos editais. A direção da FJA também considerou o fato de inúmeros interessados apresentarem dificuldades junto aos Órgãos da Administração Pública Municipal para receber a certidão negativa de débitos tributários, por causa das eleições que serão realizadas nos municípios de todo o Rio Grande do Norte no próximo domingo (15). Quem se interessar, pode enviar seu projeto para os e-mails criados para cada edital. Eles estão disponíveis no site da Fundação José Augusto. O resultado final será publicado no dia 12 de dezembro.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *