Sem categoria

Geraldo Melo defende redução da maioridade penal após reincidência no crime

Geraldo Melo será candidato ao Senado Federal
Anúncios

O ex-senador Geraldo Melo quer voltar ao Senado Federal aos 83 anos de idade. Recém-desligado do MDB, Melo assina ficha de filiação do PSDB nesta segunda-feira (2). Durante a semana, em entrevista a uma rádio local, o ex-senador disse que, caso conquiste a vaga, será o último mandato na vida pública. Nem precisava dizer. Se convencer os eleitores a levá-lo de volta ao Senado, Geraldo Melo chegaria ao final dos oito anos com 91 anos de idade.

O foco da campanha de Geraldo Melo ao Senado será a Segurança Pública. Surfando na onda conservadora do espectro atual da sociedade brasileira, ele é a favor de que qualquer cidadão possa comprar uma arma de fogo, mesmo que todas as pesquisas de institutos reconhecidos afirmem que a liberação das armas aumenta a violência e não deixa a população mais segura.

Outra ideia de Geraldo Melo é a defesa da redução da maioridade penal em caso de reincidência no crime. Pelo projeto dele, um cidadão menor de 18 anos que cometa um crime perderia a “imunidade dada pela idade” e, a partir do segundo delito, responderia como um cidadão maior de idade, independente de quantos anos tenha.

Até o momento, o nome de Geraldo Melo vinha sendo lembrado pelos eleitores na disputa para o Governo do Estado. Em algumas pesquisas, o ex-senador chegou a aparecer em terceiro lugar, atrás da senadora Fátima Bezerra (PT) e do prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT). O PSDB, por enquanto, se divide entre o apoio à candidatura do vice-governador Fábio Dantas (PSB) e do governador Robinson Faria (PSD). O presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza e o deputado federal Rogério Marinho ajudam a viabilizar a candidatura do vice-governador. Já o deputado estadual José Dias quer embarcar no projeto de reeleição de Robinson Faria.

Anúncios

O cenário ficará claro a partir de 7 de abril, data-limite para as mudanças partidárias.

 

SAIBA MAIS

A teoria do cidadão de bem armado foi derrubada

Fátima amplia vantagem, Zenaide sobe e pressão sobre Carlos Eduardo Alves aumenta

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"