DEMOCRACIA

Governadores se contrapõem a Bolsonaro e enviam carta a Joe Biden em defesa do Clima

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), e mais 23 chefes do Executivo estaduais assinaram a Carta dos Governadores pelo Clima, endereçada ao presidente norte-americano Joe Biden, em que se comprometem com o combate à “emergência climática global”. O grupo entregou o texto ao embaixador americano no Brasil, Todd Chapm, durante videoconferência realizada na tarde desta terça-feira (20).

No texto de três páginas, os gestores se colocam à disposição para implementar as metas previstas no Acordo de Paris, criticado pelo presidente Jair Bolsonaro, e receber “de forma transparente” os recursos para a conservação ambiental. Os únicos governadores que não assinaram a carta são Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina; Coronel Marcos Rocha (PSL), de Rondônia; e Antonio Denarium (sem partido), de Roraima.

Juntos, podemos constituir com agilidade a maior economia de descarbonização do planeta. Há muito o que reparar, restaurar, curar, construir e inventar para a conquista de um futuro saudável e seguro”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Segundo a chefe do executivo do Rio Grande do Norte, os governadores que assinam a presente carta representam 90% do território brasileiro. “Celebramos a decisão do governo Joe Biden de fortalecer a agenda ambiental internacional e o Acordo de Paris”, disse a gestora.

A formação da Coalizão Governadores Pelo Clima, objetiva a abertura de um canal direto de diálogo com a Casa Branca. Os chefes do executivo estão dispostos a ter papel de protagonismo na luta em defesa da Amazônia e dos demais biomas ameaçados. Isso no momento em que o Brasil chega à Cúpula do Clima, que terá início nesta quinta-feira, 22 em meio ao recorde de alertas de desmatamento na Amazônia no mês de março, segundo dados registrados pelo Instituto de Pesquisas Espaciais. O evento reunirá virtualmente 40 líderes mundiais a convite dos Estados Unidos.

A coalizão Governadores Pelo Clima, ampla e diversa, envolvendo progressistas, moderados e conservadores, de situação e de oposição, sinaliza o desejo do Brasil por união e construção colaborativa de soluções em defesa da humanidade e de todas as espécies de vida que estão ameaçadas pela degradação de ecossistemas”, diz trecho da carta.

No Congresso Nacional, parlamentares também discutem a condução do Governo Federal no que se refere a questões ambientais. Nesta terça-feira, 20, a bancada do PSOL na Câmara entrou com um pedido de investigação ao Ministério Público Federal (MPF) pedindo a apuração da conduta do diretor-geral da PF, que trocou o chefe da instituição no Amazonas, Alexandre Saraiva, após ele ter enviado queixa-crime contra Salles ao Supremo Tribunal Federal. O deputado federal Daniel Coelho (Cidadania-PE) começou a coletar assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a gestão do ministro do Meio Ambiente.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *