CIDADANIA

Governo do RN diz que vai se pronunciar sobre decisão de professores de manter aulas remotas após comunicado oficial

A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec) informou que vai aguardar a comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte/RN) para se pronunciar. “Desde já, acreditamos no diálogo para esse momento”, informou a pasta.

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (16), os professores da rede estadual de educação do Rio Grande do Norte não deflagraram greve, mas resolveram continuaria a trabalhar remotamente até que todos os trabalhadores das escolas tenham sido imunizados com a vacina contra a covid-19.

No encontro, que foi realizado virtualmente, 91% dos professores deliberaram por não voltar às aulas presenciais na rede estadual de educação. Pelo planejamento da Secretaria, publicado nesta sexta-feira (16), as escolas da rede retomam o trabalho presencial na próxima segunda-feira (19), inicialmente para planejamento, e passam a receber alunos, professores e funcionários uma semana depois.

Ainda nesta sexta, o Sindicato emitiu nota de repúdio a declarações do secretário estadual de educação, professor Getúlio Marques, dadas em entrevista a um programa de rádio e repercutidas em blogs.

De acordo com o sindicato, Marques disse que vai tomar “providências legais” caso os professores não voltem para os locais de trabalho.

“Para nós, que há anos lutamos em defesa da educação, ficou clara a disposição do Secretário de acionar os meios administrativos para punir quem ousar resistir. Por conhecer o caráter democrático de Getúlio Marques, o Sinte/RN recebeu com surpresa as falas do gestor”, escreveu o grupo, reafirmando que voltará às salas de aula somente após a imunização completa.

“Continuaremos à disposição do trabalho remoto, mantendo a mesma dedicação, trabalhando mais que a carga horária e bancando equipamentos e internet”, destacaram.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *