TRANSPARÊNCIA

Governo autoriza reabertura de templos religiosos a partir de 29 de julho

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou a reabertura de igrejas, templos e espaços religiosos no dia 29 de julho. O comunicado foi realizado em reunião de videoconferência com representantes de instituições religiosas e da Assembleia Legislativa na quarta-feira (22).

Serão liberadas as atividades desde que os cultos presenciais sejam realizados em locais abertos, sem uso de ar condicionado. O público máximo permitido no local será de 100 pessoas. Até a reabertura, novas medidas de regulamentação podem ser tomadas. As premissas são definidas pelo comitê cientifico do Estado. As informações serão publicadas no Diário Oficial até a data programada.

A governadora do Estado Fátima Bezerra agradeceu aos religiosos por terem esperado o momento considerado oportuno para continuidade da reabertura gradual. A chefe do Executivo reforçou a necessidade de seguir as orientações e avaliações feitas pela equipe que integra o comitê cientifico.

“Agora chegou a hora da retomada das atividades religiosas presenciais. Entendemos completamente o desejo do disciplinamento da atividade que, sobretudo durante a atual pandemia, é algo de grande importância. Importante pontuar que a pandemia não acabou ainda, a Covid não foi vencida. Como não temos a vacina, a vacina é o respeito às avaliações e aos protocolos recomendados pelo Comitê Científico Estadual”, afirmou.

Com a ação, caso não haja retrocesso nos índices de taxa de ocupação de leitos, bem como a taxa de transmissibilidade, espera-se que possa ser planejado uma segunda fase. Nessa, prevê a permissão de um público superior a 100 pessoas, com premissa de 1 a cada 5m².

Até às 15h desta quinta-feira (23), de acordo com a plataforma RegulaRN, que monitora os leitos no Estado – o Rio Grande do Norte possui uma taxa de ocupação de leitos críticos (UTI e semi-intensiva) de 80,4%. Além disso, o Estado já registra 46.056 casos confirmados, 57.908 suspeitos e 1.650 óbitos. Desses, 11 registrados nas últimas 24 horas. Ainda há 200 mortes sob investigação e 69.857 casos já foram descartados.

De acordo com o levantamento feito pela Secretaria de Saúde Pública junto aos municípios, 19.192 pessoas estão recuperadas. Os dados estão disponíveis no boletim epidemiológico da SESAP.

O deputado estadual Albert Dickson (PROS) encaminhou a Sesap a sugestão de Plano de Retomada das Atividades Presenciais Religiosas. O parlamentar, que vem fazendo lobby em favor da distribuição no Estado de medicamentos sem comprovação científica, afirmou que o momento permite a retomada devido aos resultados apresentados nos últimos dias.

“Em nome da bancada estadual, parabenizo a governadora Fátima Bezerra pela atuação do Governo na pandemia que nos últimos dias tem mostrado que o RN, em âmbito nacional, é um dos estados com casos do novo coronavírus em queda devido às medidas adotadas”, enfatizou.

Em coletiva de imprensa desta quinta-feira (23), o secretário de Gestão de Projetos e Metas Fernando Mineiro destacou que é preciso continuar contando com o alinhamento entre as decisões do Estado e dos municípios para evitar divergências que poderão comprometer o resultado das medidas de proteção à população.

“O cronograma do Plano continua. O próximo passo é a retomada, dia 29, da abertura dos templos religiosos para reuniões com até 100 pessoas. Nos próximos dias o Governo editará decreto com a regulamentação. Porém, contamos com as prefeituras, com o conjunto da população“, declarou.

Governo do RN anunciou retomada das atividades religiosas no estado

Testagens ampliam o público para realização

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap Alessandra Luchessi informou que a partir desta sexta-feira (24), por orientação do Ministério da Saúde, será ampliada a testagem do tipo RT-PCR para todas as pessoas que apresentarem síndrome gripal do primeiro até o sétimo dia do início dos sintomas.

O teste do RT-PCR era destinado apenas para pessoal da saúde, segurança, idosos e pessoas com comorbidade. O exame é realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen/RN).

RN é o segundo estado com maior declínio em média de óbitos

Os dados epidemiológicos permanecem em queda, segundo Alessandra Luchessi. O Governo do Estado, em momento anterior, informou que o Rio Grande do Norte manteve essa segunda o 2º lugar entre os estados com maior média diária de redução de mortes por Covid-19 no país. As informações foram prestadas em coletiva de imprensa, pela Governadora do Estado Fátima Bezerra.

Artigo anteriorPróximo artigo
Allan Almeida
Jornalista potiguar em formação pela UFRN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *