TRANSPARÊNCIA

Governo Fátima inicia pagamento dos salários atrasados herdados da gestão Robinson

O Governo do Estado inicia ainda em maio o pagamento dos salários atrasados herdados da gestão anterior. Fátima Bezerra recebeu o Governo com quatro folhas do funcionalismo em aberto. Em maio e junho, o Estado quita o 13º salário de 2017 para os servidores que recebem acima de R$ 5 mil, seguindo a ordem cronológica da dívida de aproximadamente R$ 1 bilhão com o funcionalismo.

Ao todo, 7.474 servidores receberão uma soma de R$ 30,2 milhões.

Os valores serão pagos com dinheiro dos royalties do petróleo e correção monetária, o que representa quase R$ 1,7 milhão de acréscimo na dívida com os servidores.

A proposta foi apresentada pelo Governo e aceita pelo Fórum Estadual de Servidores.

A equipe econômica do Governo anunciou que vai pagar os servidores em duas datas. Dia 31 de maio terão os vencimentos depositados na conta os trabalhadores que têm até R$ 12 mil líquido a receber. São 6.378 servidores nesta situação, o que corresponde a 85,3% do total, no valor de R$ 15,6 milhões.

Dia 28 de junho será a vez dos servidores que ganham acima de R$ 12 mil líquido, atendendo a 1.096 beneficiários (14,3%), num desembolso de R$ 14,61 milhões.

Todos esses servidores são aposentados e pensionistas e já tinham recebido uma parcela de R$ 5 mil. Isso porque ano passado o Governo do Estado iniciou o pagamento escalonado do décimo terceiro de 2017, mas não concluiu a folha, deixando pendentes R$ 30,23 milhões.

Pagamento do mês 

Na reunião também ficou definido o calendário de pagamento do salário de maio. O pagamento do mês será feito nos dias 15 e 31, conforme faixa salarial. Dia 15 será pago o salário integral a quem ganha até R$ 5 mil aos servidores dos órgãos que compõem a Segurança Pública e uma parcela de 30% do salário de quem recebe acima de R$ 5 mil. Dia 31 será pago o restante do salário de quem recebe acima de R$ 5 mil e dos servidores dos órgãos que têm arrecadação própria, incluindo a Educação.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *