TRABALHO

Bancários fecham agências da Caixa Econômica em protesto contra abertura de capital da Caixa Seguridade

Agências da Caixa Econômica Federal amanheceram fechadas nesta terça-feira, 27, em todo o país. A paralisação de 24 horas é contra abertura de capital de uma das operações mais rentáveis e estratégicas do banco: a Caixa Seguridade, marcada para esta quinta-feira, 29, na Bolsa de Valores. A medida é considerada “o primeiro passo do governo para tentar privatizar o único banco 100% público do Brasil”, afirma o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte.

Em Natal (RN), os bancários se concentraram em frente a agência do bairro Igapó, na Zona Norte da capital.

Atividades deverão ser realizadas nas agências espalhadas pelo Brasil para denunciar o que os trabalhadores classificam como ataques da gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao banco público. Uma denúncia foi protocolada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no último dia 20, apontando irregularidades na operação que prevê a venda de 15% das ações de um dos braços do banco estatal.

Se conseguirem vender a Seguridade, depois virão as áreas de Cartões, Previdência e principal objetivo: desmembrar e vender o Banco Digital, entregando aos banqueiros mais de 100 milhões de contas digitais abertas em um ano, e enfraquecendo totalmente a Caixa”, diz um trecho da nota distribuída pelo Sindicato dos Bancários do RN à população.

O movimento grevista também reivindica a urgente contratação dos funcionários que passaram em concurso público promovido pelo banco em 2014, maior proteção contra a Covid-19 nas agências, com a inclusão dos empregados da linha de frente no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização, e pelo pagamento integral da Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Além de toda a operação das agências, os funcionários em home office também vão paralisar as atividades ao longo do dia. Ainda assim, as operações feitas pela internet continuarão funcionando, mesmo que de forma reduzida, para atender os beneficiários do auxílio emergencial e de outros serviços.

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo