OPINIÃO

Henrique, Carlos e Robinson: A volta (via Twitter) dos que não foram

As eleições de 2018 marcaram o ocaso e derrota de muitos caciques políticos pelo Brasil afora (Magno Malta, Romero Jucá, Cássio Cunha Lima) e também no Rio Grande do Norte. Vimos as derrotas de Garibaldi Alves Filho e Geraldo Melo para o Senado, de José Agripino Maia para a Câmara Federal e de Carlos Eduardo Alves para o Governo do Estado. Alguns parecem estar se acomodando em suas novas situações de ex-políticos. Outros sonham com uma volta ao tabuleiro político (ou, mais exatamente, aos mandatos e cargos) e encontraram, inclusive, uma ferramenta para construir pontes para chegar ao eleitor: o Twitter.

Exemplo disso é o ex-deputado federal por 11 mandatos Henrique Eduardo Alves, que após o desgaste sofrido pelos meses em prisão preventiva, uma vez solto, esperou poucos meses para voltar a publicar mensagens no Twitter, o que não fazia desde 2017.

No dia 21 passado, Henrique postou elogio a Rogério Marinho, o que parece sinalizar um contato com o ex-deputado federal tucano, hoje no Governo Federal:

“Independente do mérito q o Legislativo vai discutir à exaustão e votar, o registro aqui a conduta séria, transparente e competente do ex Dep Rogério Marinho na PEC da Previdência. Honrando o RN. Qto a ser aprovada, e como, responsabilidade agora do Congresso Nacional”

No dia 17, os apupos de Henrique foram in memoriam, para a falecida ex-governadora Wilma de Faria:

“Dia 17/2. Hj a ex Governadora  Vilma de  Faria completaria 74 anos. Entre tantos encontros e desencontros políticos q tivemos, faço questão de registar meu reconhecimento ao seu talento, vocação e esprito público! Natal e o RN sempre reconheceram. Uma “guerreira”!

No mesmo dia 17, o filho de Aluízio mostrou carinho com amigos da Terra de Santa Luzia:

“Voltando de Mossoró, casamento de amigos. Registrar com emoção o carinho, a saudade, as histórias, as esperanças…Sentimentos de uma vida toda, e amizades novas q pelo respeito criamos com alegria. Mossoró é assim…”

Dois dias antes, 15 de fevereiro, Henrique havia marcado sua volta ao microblog com mais um afago em aliados:

“Volto ao Twitter para  agradecer e homenagear. Amigo Nicodemo, obrigado pela amizade de uma vida  e o aplauso ao líder q soube ser do seu povo, de sua querida cidade Rafael Fernandes Descanse em paz. E Deus dê força a familiares e amigos.”

Pelo andar da carruagem, das tuitadas e da opinião de blogueiros, Henrique prepara um fortalecimento do MDB e a volta de seu trabalho nos bastidores. A esperar para ver se Henrique ainda tem lenha para queimar na política potiguar.

CARLOS EDUARDO

Habitué do Twitter, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) é experimentado na ferramenta, onde de vez em quando solta sua verve e até mesmo explode contra adversários e imprensa. Mas, de maneira geral, consegue se comunicar com a população através de suas postagens.

Nesta terça, 2, Carlos resolveu se posicionar sobre a polêmica da mensagem do ministro Ricardo Vélez às escolas, mais uma vez, mostrando empatia com o eleitorado de Bolsonaro:

“Sem direita, esquerda ou Centro. Vamos cantar o Hino Nacional na escola. É forte símbolo da nossa nacionalidade. É bonito e emocionante!”

“Cantar o Hino Nacional na escola, eu concordo. No Instituto Brasil e no Salesiano eu cantava semanalmente a plenos pulmões. Mas sem essa de fotografia….”

Na segunda, 25, Carlos resolveu lançar mão de números para agourar o Governo Fátima e espezinhar Robinson:

“PIB da Paraíba cresceu mais que o dobro do RN de 2010 a 2016. Segundo IBGE, índice da PB evoluiu 12,9% contra 5,8%, nosso percentual. RN vem descendo a ladeira sem qualquer ação real do Estado para fomentar desenvolvimento. Pior: perspectivas desanimadoras com atual Governo”.

‏No dia 21, Carlos parece ter sentido nostalgia de quando era prefeito de Natal e postou foto e números da festa momesca do ano passado, antes dele renunciar:

“Abrindo o carnaval de 2018. Pesquisa Fecomércio apurou movimentação financeira de 63 milhões na economia de nossa cidade. Mais empregos, mais renda e mais alegria em nossa Natal!”

Em suma, o filho de Agnelo continuará usando razoavelmente bem o Twitter para se manter em evidência e nele certamente costurará a candidatura da esposa Andreia Ramalho a vereadora em Natal em 2020, assunto largamente comentado tanto no Twitter como nas hostes pedetistas.

ROBINSON FARIA

O ex-governador é um caso curioso, Vem usando o Twitter nos últimos tempos para se manter em evidência, mas sem comentar política, usando a rede para tecer nostalgias e falar da família.

No dia 25, postou o seguinte:

“Hoje o meu Oscar vai para Jane Faria, minha inspiração de força e coragem. Muitas saudades!”

No dia 24, mais saudades:

“Minha mãe Jane, quando era viva, costumava reunir a família e amigos pra assistir a premiação do Oscar no aconchego do nosso lar. Hoje, assistindo aqui em casa, sozinho, lembrei dela, de como era acolhedor tê-la por perto.”

No dia 20, que Robinson se estendeu sobre política/gestão, mas de maneira didática e suave:

“Concluí o meu mandato com o RN líder de produção de energia limpa, e assim permanecerá por um bom tempo, pois no último leilão, realizado em 2018, feito pelo Governo Federal, o estado foi contemplado com mais 27 parques, de um total de 48 parques leiloados. Legado nosso!”

Em tempos de redes sociais, os políticos, ainda que sem mandato e desgastados com grande parte da população, sabem que o uso delas é fundamental para evitar o ostracismo, caos maior para qualquer político. Para quem imaginou que todos os políticos derrotados em 2018 não teriam chances de voltar, fiquem ligados nas redes sociais. Por que estes mesmos políticos as tem como termômetro para uma possível volta dos que não foram.

OBS: Reproduzi as mensagens do Twitter tal como foram digitadas, mantendo os erros de espaçamento e pontuação.

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *