DEMOCRACIA

Imprensa tradicional ignora decisão da ONU sobre ex-presidente Lula

Os órgãos de imprensa tradicional ignoraram na edição deste sábado (18) a determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU para que a Justiça brasileira conceda ao ex-presidente Lula o direito de, como candidato à presidência da República, dar entrevistas e participar das eleições deste ano.

Os principais jornais do país, incluindo O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e jornal O Globo não destacaram a notícia nas primeiras páginas das suas edições.

A decisão do órgão colegiado reconhece a existência de violação ao art. 25 do Pacto de Direitos Civis da ONU e a ocorrência de danos irreparáveis a Lula na tentativa de impedí-lo de concorrer nas eleições presidenciais ou de negar-lhe acesso irrestrito à imprensa ou a membros de sua coligação política durante a campanha.

O Brasil é signatário do Pacto de Direitos Civis e Políticos e, portanto, tem a obrigação legal de implementar a medida provisória do órgão.

A imprensa que esconde o fato dos leitores é a mesma que diz “informar” aos leitores sobre as chamas fake news no noticiário tradicional.

Saiba Mais: ONU reconhece violação dos direitos civis no impedimento da candidatura de Lula

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"