DEMOCRACIA

Interventor do IFRN tem tese de doutorado contestada por suposto plágio

Anúncios

Um arquivo em circulação na internet traz os trechos da tese de doutorado do interventor do IFRN Josué Moreira, que teriam sido plagiados de outros trabalhos acadêmicos. Segundo o documento, a tese foi apresentada na UFERSA em 12 de novembro de 2018 e possui apenas 79 páginas, sendo 41 páginas textuais, excluindo o sumário, resumo, referências e apêndices. Dessas, 23 páginas trariam cópias de outros trabalhos, sem a devida referência aos autores.

A Agência Saiba Mais teve acesso ao arquivo. Além de apontar os trechos da tese de doutorado que teriam sido copiados, o documento também traz os links para os outros trabalhos, cujos autores teriam sido vítimas do suposto plágio. Nossa reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do IFRN para saber sobre a abertura de algum processo interno de contestação da tese de doutorado do professor Josué Moreira mas, por enquanto, não há registro de qualquer processo aberto oficialmente.

Josué Moreira, via assessoria, também foi questionado sobre a denúncia de plágio. No entanto, o interventor não quis falar sobre o assunto e afirmou que está voltado para o retorno às aulas, o que segundo ele, deve acontecer em 21 de setembro. “Minha cabeça não está funcionando para os ataques pessoais que venho sofrendo porque estou focado nessa luta para garantir aulas virtuais para os alunos do IFRN. Nada tira a minha atenção para alcançar esse objetivo, nem os ataques pessoais para me difamar e caluniar. Isso, depois eu resolvo na justiça”.

Intervenção no IFRN

Apesar de José Arnóbio de Araújo Filho ter sido o candidato mais votado na eleição para reitor, realizada em dezembro de 2019, com 48,25% dos votos, em 20 de abril, o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub colocou no cargo o professor Josué Moreira, que sequer participou da disputa eleitoral. O interventor foi uma indicação do deputado federal bolsonarista, general Girão (PSL).

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *