TRANSPARÊNCIA

João Maia tenta evitar leilão de imóvel, passa cheque sem fundo e tem 24 horas para pagar

O ex-deputado federal João Maia (PR) tentou evitar o leilão de um apartamento, localizado no bairro de Lagoa Nova, em Natal (RN), onde mora a ex-mulher dele. No entanto, o cheque no valor de R$ 219 mil não tinha fundos.

O imóvel seria leiloada nesta quarta-feira (26) para pagar uma dívida trabalhista de quatro ex-funcionários da empresa Estação JJ & A Ltda, com sede em Caicó. O autor da ação é Francisco Geraldo da Silva. Por meio da empresa, João Maia arrendou a rádio Caicó AM, que pertence ao deputado estadual Vivaldo Costa (PSD).

O processo tramita desde 2014 na Vara do Trabalho de Caicó, sob a responsabilidade da juíza Rachel Villar.

Ao ser informado da falta de fundos, o advogado de defesa de João Maia conseguiu pagar R$ 150 mil e pediu um prazo de 48 horas à Justiça para quitar o restante da dívida. A juíza Rachel Villar, no entanto, deu 24 horas para a defesa pagar os R$ 70 mil que restam e estipulou uma multa de 20% sobre o valor do apartamento se o prazo não for cumprido.

João Maia é candidato à deputado federal pelo PR e integra a coligação encabeçada pelo governador Robinson Faria. Recentemente, ele virou réu no processo que investiga desvios de dinheiro público e pagamento de propina por superfaturamento nas obras de duplicação da BR-101 no Rio Grande do Norte.

O ex-deputado fez parte da equipe do ministério da Fazenda nos governos Sarney e Collor e assumiu, em 2016, uma diretoria no Banco do Brasil, já na gestão do presidente Michel Temer.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *