DEMOCRACIA

Jornalistas visitam redações no RN e ampliam apoio contra MP que extingue registro profissional

Anúncios

Um grupo de jornalistas do Rio Grande do Norte visitou nesta quinta-feira (12) nove redações em Natal para explicar os prejuízos provocados pela eventual aprovação da Medida Provisória 905, que extingue o registro profissional de 14 categorias no país, entre eles os de jornalista e radialista.

As redações da TV Tropical, TV Câmara, Agora RN, Assessoria da Assembleia, TV Assembleia, Tribuna do Norte, InterTV, TV Ponta Negra, TVU, FMU e Agecom, na UFRN, receberam os colegas. O movimento é nacional e, no Estado potiguar, é organizado pelo Sindicato dos Jornalistas do RN e pela Federação Nacional dos Jornalistas.

Uma audiência pública na Assembleia Legislativa vai debater o tema na próxima segunda-feira (16), a partir das 16h. A iniciativa é do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL), um dos parlamentares que encampou a luta em defesa da derrubada da MP. Na ocasião será lançado o Fórum Permanente de Lutas pelo Registro Profissional.

De acordo com a diretora da Fenaj no Rio Grande do Norte Ana Paula Costa, a receptividade dos profissionais que atuam nas redações de Natal foi muito positiva:

– Passamos por nove redações em Natal, a receptividade foi muito boa, as pessoas estão atentas ao que está acontecendo. O pessoal acordou para o que está acontecendo”, disse.

Diretora da Fenaj no RN, Ana Paula Costa fala aos colegas da redação da InterTV Cabugi (foto: divulgação)

Os jornalistas vêm recebendo apoio até de quem não é profissional da área. A categoria também vem buscando o apoio parlamentar, uma vez que o Congresso Nacional é uma trincheira urgente na luta para barrar a MP 905. Os deputados federais Natália Bonavides (PT) e Rafael Motta (PSB), além da senadora Zenaide Maia (PROS) já confirmaram apoio à causa.

“Estamos batalhando o apoio dos demais parlamentares, mas ainda não conseguimos agenda para marcar audiências com eles”, conta a jornalista.

Ana Paula Costa explica que como a Câmara Federal já definiu a comissão mista que vai relatar a MP 905, não é mais possível derrubar a medida antes da votação ir a plenário. O prazo final é maio de 2020.

– Dos três deputados que estão na comissão mista, dois são suplentes, ou seja, não têm muito compromisso com os eleitores. O (presidente da Câmara) Rodrigo Maia (DEM) já disse que não colocará essa parte do registro de jornalista para votação. Mas a MP não atinge só o registra, por isso atuamos nas outras frentes”, diz.

 

 

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *