+ Notícias

Leonardo Boff vence ação contra youtuber bolsonarista ligado a Olavo de Carvalho

O youtuber bolsonarista Bernardo Küster terá que indenizar em R$ 20 mil o teólogo Leonardo Boff por divulgação de fake news e incitação ao ódio. A decisão de primeira instância foi confirmada pela 1ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça, segundo Ancelmo Góis em sua coluna nesta quarta-feira (6) no jornal O Globo.

Küster, que é editor de um site de Olavo de Carvalho e tido como “especialista” em assuntos do Vaticano pelos doutrinados pelo guru, foi processado por insinuar que Boff teria “desviado recursos públicos no valor de R$ 13 milhões”.

Na sentença, o juiz Marcelo da Costa afirma que réu, ao ser questionado, afirmou: “Eu não tenho prova nenhuma”.

Küster também foi condenado a dar direito de resposta ao teólogo. Em publicação no twitter em dezembro, Boff comentou a decisão em primeira instância sobre o processo.

“Hoje foi um dia histórico para mim. Processado por suas mentiras e calúnias, Bernardo Küster se acovardou diante do juiz. Diz que não tinha provas, só induções. Piorou sua situação com contradições. Até o dia 20 poderá sair o resultado: talvez sua condenação. Nem tudo vale”, publicou Boff à época.

Referência da Teologia da Libertação, Boff é alvo frequente do blogueiro bolsonarista, que afirma que a doutrina é “rasa”.

Fonte: revista Fórum

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *