DEMOCRACIA

Líder do Governo na ALRN espera aprovar ajuste fiscal em até seis meses

O líder do governo Fátima na Assembleia Legislativa não será nenhum dos dois deputados eleitos pelo PT em outubro do ano passado. Eleito para o terceiro mandato consecutivo, George Soares (PR) terá a responsabilidade de articular e negociar com os colegas os projetos de interesse do Governo, a partir da próxima legislatura.

O principal deles é o plano de Recuperação Fiscal, cujas medidas Fátima começa a anunciar nesta quarta-feira (2), primeiro dia útil do ano e do novo governo.

Soares estima aprovar o ajuste fiscal no primeiro semestre. Contabilista por formação, avalia que o sacrifício fiscal do Estado já está próximo do limite e defende que só com união da sociedade, Governo e demais Poderes é possível mudar o cenário financeiro estadual:

– São valores muito altos, o Estado não tem essa arrecadação própria para conseguir sair sozinho desse atoleiro. Então só vai com união, com todas as forças juntas, com a bancada federal e estadual. É preciso também procurar o governo federal para conseguir essa ajuda financeira porque o sacrifício fiscal já está bem no limite. Eu sou da área contábil e posso dizer que estamos à beira de não termos mais alternativas.

O novo líder do Governo acredita que o ex-governador Robinson Faria (PSD) errou em dois momentos importantes e acredita que Fátima não deve repetir as mesmas falhas:

– Apontar os erros agora se torna de certa forma fácil, mas é bem mais complexo. Robinson errou em dois momentos. Houve um certo isolamento do governador, um isolamento político. Acho que Fátima deve corrigir isso, com a experiência que tem. O outro erro foi ter enviado os projetos com as reformas muito atrasado. Isso normalmente se faz no início do Governo, a Paraíba passou por esse processo logo no início do governo e Ricardo Coutinho se reelegeu e ainda fez seu sucessor. Então tem que fazer agora, é quando as pessoas estão informadas, quando a sociedade tem paciência para aceitar essas mudanças. E o momento agora é entrar fevereiro na nova legislatura do governo, trabalhar março, abril, maio para no máximo, em seis meses, a gente ter esse pacote todo aprovado.

Indagado se a escolha dele para liderar o Governo no legislativo significava a intenção de Fátima em fazer uma gestão pluripartidária, ele voltou a destacar as próprias palavras da governadora sobre a união

– Não diria isso, mas é um momento de união. Ela frisou isso na campanha, manteve o discurso após a campanha e agora na posse frisou isso de novo. É o momento de união. Não é hora de partidarizar o governo, a crise é muito profunda.

George Soares tem 40 anos, é formado em Ciências Contábeis pela UFRN e foi eleito para o terceiro mandato consecutivo na Assembleia Legislativa. Filiado ao PR, é natural de Açu, município onde está sua base eleitoral. Entre os projetos defendidos por ele na ALRN está a Zona de Processamento e Exportação no interior do Estado, a chamada ZPE do Sertão.

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *