CULTURA

Livro revela participação estratégica do Nordeste na II Guerra Mundial

A professora do departamento de História da UFRN Flávia de Sá Pedreira lança nesta quarta-feira (24), a partir das 11h, na Cooperativa Cultural, o livro Nordeste do Brasil na II Guerra Mundial, uma coletânea organizada de artigos sobre a participação estratégica das capitais nordestinas na 2ª Guerra Mundial. O livro será vendido ao preço de R$ 70.

O livro conta com a participação de 15 historiadores de Natal, Fortaleza, São Luís, Teresina, João Pessoa, Recife, Aracaju, Maceió e Salvador.  De acordo com a organizadora, o intuito da obra é documentar sobre a vivência da região Nordeste no período.

“É uma visão que ainda não se fez sobre essa região que foi usada estrategicamente pelos americanos para construir suas bases e realizando os voos para África e a Europa”, afirma Flávia de Sá Pedreira.

Por meio das bases instaladas no nordeste, os americanos ancoraram seus navios e realizaram o pouso de aviões militares. No Brasil, o ‘’Estado novo’’ aproveitou o período para realizar transações comerciais, com isso a economia nacional recebeu milhões em dólares. A Era Vargas usou bem a relação com os americanos para seu projeto de poder.

Um exemplo dessa relação foi a presença do então presidente Roosevelt com Vargas na base-americana em Parnamirim denominada de “Trampolim da Vitória”, a base militar mais importante na época, que contribuiu para a vitória dos Aliados (EUA, França e Inglaterra). A Segunda Guerra ‘’foi aqui’’, enfatiza a organizadora do livro.

Além disso, a região Nordeste recebeu muitas influências culturais neste período a exemplo dos bailes “for all”, a apresentação de filmes e orquestras norte-americanas em praças públicas e a proliferação de propagandas em prol do consumo de artigos americanos como a Coca-Cola, o Jeans e os enlatados, marcando a chegada da “modernidade”. Por outro lado, havia muita censura a imprensa naquela época como pode ser lido nos capítulos sobre Recife e Salvador.

O texto de apresentação Aracaju amedrontada: a ação dos U-507 na costa sergipana, conta sobre a história de submarino nazista (U-507) que bombardeou cinco navios brasileiros. Imagens mostram as vítimas do nazismo que iam parar nas praias de Aracaju.

A obra é um convite para aprofundar os conhecimentos sobre a região nordeste e o que marcou sua história. O livro  estará a venda a partir de amanhã, no lançamento que terá coffee break, sessão de autógrafos com a presença da organizadora e de alguns autores da coletânea.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *