DEMOCRACIA

Mais jovem, nova gestão da ADURN-Sindicato quer ampliar diálogo com professores

A nova diretoria do ADURN-Sindicato toma posse na próxima quinta-feira (21) renovada. A próxima gestão vai dirigir a entidade pelo triênio 2018-2021. A cerimônia acontece a partir das 18h, no auditório do Centro de Educação, Campus Central da UFRN.

A atual gestão encerra o mandato com 2.540 associados, o que garante uma renda mensal de R$ 140 mil à entidade. A Adurn-Sindicato tem uma média de sindicalizados bem maior que a nacional.

Ao todo, 54% dos professores ativos e 82% dos aposentados são associados. Nas demais instituições federais de ensino superior, a média de professores sindicalizados é de apenas 22%.

Os professores Wellington Duarte e Gilka Pimentel permanecem na gestão. No entanto, a marca da diretoria que assume o ADURN-Sindicato é a renovação. Dos 11 componentes da chapa, a maioria é de jovens professores que ingressou na universidade a partir de 2003. O número de mulheres na próxima gestão também sobe, passando de três para quatro, o que representa quase 40% de participação feminina na gestão.

Um dos novos dirigentes, o professor de Psicologia Alex Reinecke assume a diretoria de Assuntos dos Campi  e destaca a ampliação do diálogo com a categoria como uma das prioridades da nova gestão:

– A nossa responsabilidade é de dar continuidade ao trabalho que tem sido desenvolvido e ao mesmo tempo ampliar a nossa capacidade de diálogo, entendendo que a participação do sindicato compreende um conjunto das propostas e possibilidades, seja no plano cultural, seja no plano da ampliação de benefícios e dos serviços prestados, seja pela nossa capacidade de uma permanente mobilização.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"