TRANSPARÊNCIA

Malafaia ameaça secretário da Receita: “Eu vou arregaçar em cima desse cara”.

Anúncios

O clima esquentou entre a bancada evangélica e o secretario da Receita Federal Marco Cintra após o auxiliar de Bolsonaro defender em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo a criação de um imposto previdenciário que até as igrejas teriam que pagar.

O pastor Silas Malafaia foi furioso ao twitter dizer que ainda nesta segunda-feira (29) divulgaria um vídeo explicando porque as igrejas não pagam imposto no Brasil. Em um vídeo curto ameaçou Marco Cintra:

– “Eu vou arregaçar em cima desse cara”, disse.

Pelas leis de hoje, nenhuma igreja, evangélica ou não, paga imposto no país.

A revolta da bancada evangélica  com a entrevista de Cintra obrigou o presidente Jair Bolsonaro à divulgar às pressas um vídeo nas redes sociais desmentindo o secretário da Receita Federal.

Bolsonaro disse que o Governo não criaria nenhum imposto.

Marcos Cintra não é o primeiro auxiliar de Bolsonaro a ser desmentido pelo presidente e pelo visto não será o último.

A bancada evangélica reagiu às declarações do secretario da Receita.

O deputado federal Lincoln Portela (PR), que presidia a bancada até março, disse que caso Cintra repetisse o que disse seria demitido:

Anúncios

“Se ele repetir isso mais umas três vezes, ele cai. O Cintra é meu companheiro dos tempos de deputado. Vou ligar para ele e falar: ‘Ô, meu irmão, fica quieto aí’. As igrejas ensinam a ler, pagar imposto e trabalhar, chegam aonde o governo não chega”, disse.

O polêmico Marco Feliciano também ironizou a situação:

– “Com esse tipo de pessoas no governo, quem precisa de oposição?”, afirmou.

Anúncios
Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *