ENTREVISTA

Me Representa: “Queremos uma política para aqueles que, assim como nós, utilizam o transporte público”, propõe a chapa Juntas (Psol)

Duas pedagogas e duas estudantes de Direito, todas militantes e ativistas. A combinação das personalidades de Letícia Catu, Camila Barbosa, Ariane Idalino e Cida Dantas compõe as propostas do “Juntas”, chapa coletiva do Psol que concorre a uma vaga na Câmara Municipal de Natal com o número 50180 nas eleições 2020.

A ideia das integrantes da chapa coletiva é unir forças e trabalhar em cima de projetos feministas e das dificuldades que a maioria das pessoas enfrentam no dia a dia, como a má qualidade e o alto preço do transporte público, a falta de creches e a insegurança na capital.

“Me Representa” é uma série de entrevistas que propõe oferecer espaço ao debate para candidaturas de grupos subrepresentados no legislativo municipal, como negros e negras, LGBTQIA+, mulheres, população em situação de rua e periferias.

Cada convidado tem 30 segundos para se apresentar e um minuto para responder a cada pergunta. As entrevistas serão divulgadas todos os dias, a partir das 18h, tanto no portal quanto no canal do Youtube da Agência Saiba Mais. Para receber tudo em primeira mão, inscreva-se no nosso canal!

Segue a entrevista:

 Saiba Mais – Quem vocês representam?

Juntas – Nós representamos o povo! Por meio de uma candidatura coletiva, feminista e popular lutamos por uma política que atenda as demandas das mulheres, da juventude, das LGBTs e da população negra e periférica. Queremos uma política que não seja feita apenas para uma minoria rica, mas sim para os mais pobres, para aqueles que assim como nós utilizam o transporte público, que enfrentam a insegurança da cidade, que dependem das creches e escolas municipais, que dão muito duro para morar em Natal e que por isso merecem o melhor dessa cidade!

 

Como pretende atuar para ampliar a participação política de grupos minoritários?

O formato da nossa candidatura coletiva já preza pela participação dos grupos minoritários: somos mulheres, pessoas negras e LGBTs. Queremos que o povo ocupe o poder, e não mais os mesmos nomes de sempre, herdeiros políticos e oligarcas. Apenas quem vivencia na pele os problemas da cidade pode apresentar propostas concretas de como superá-los. Não podemos esperar pela boa vontade dos poderosos, que ocupam o parlamento apenas para atender os seus próprios interesses: é necessário tomar o nosso futuro pelas mãos! Por isso construímos a Juntas Por Natal!

 

Como deve ser conduzida a discussão sobre Plano Diretor de Natal? quais os principais pontos?

O Plano Diretor é uma ferramenta importante para pensar coletivamente o formato de cidade que nós queremos. Em Natal nós já temos uma proposta que contempla minimamente a defesa da zona de proteção ambiental e os interesses populares, o problema é que ele não é garantido e aplicado. No atual processo de revisão, o que observamos é que o prefeito Álvaro Dias trabalhou em defesa dos grandes empresários e não do povo, defendendo inclusive a criação de grandes prédios na nossa orla, que vão sufocar a nossa cidade. Quando formos vereadoras de Natal vamos lutar para que um Plano Diretor verdadeiramente popular seja posto em prática!

 

Quais suas propostas para o transporte público e a mobilidade urbana?

A mobilidade urbana de Natal é precária e diariamente nós, usuárias e usuários de ônibus e trens, sofremos com os valores abusivos, espera e superlotação. Para conseguir se deslocar mais rapidamente muitos se veem forçados a ter carro ou moto, enfrentando um trânsito insustentável, em especial das periferias para o centro. Quem opta por ir a pé ou de bicicleta também não encontra um cenário favorável: muitos trechos de Natal não tem calçadas e ciclovias. Por isso, quando eleitas, queremos criar uma política de construção e revitalização das paradas públicas, vamos lutar por frotas de ônibus com piso baixo e ar-condicionado, iremos fiscalizar e propor a participação popular na rede de transporte público, nos opondo aos abusos da máfia dos transportes. Queremos que Natal tenha uma mobilidade ativa, ou seja, que garanta condições para os natalenses de deslocarem a pé, de bicicleta, de trem e de ônibus com mais qualidade, para que as motos e os carros sejam uma escolha e não uma necessidade.

 

Qual Natal você quer construir?

A Natal que nós queremos é uma cidade que não seja mais controlada pelas oligarquias. Queremos uma Natal para os nossos filhos e netos, digna para as mulheres e para a juventude, na qual todos possam viver com tranquilidade e tenham acesso à segurança, cultura, educação, saúde e lazer. Nosso esforço para construir a primeira candidatura coletiva, feminista e popular de Natal é para fazer essa cidade acontecer!

Foto: reprodução I Na ordem da esquerda para a direita: Cida Dantas (pedagoga e servidora pública da UFRN), Ariane Idalino (estudante de Direito da UERN), Letícia Catu (estudante de Direito da UFRN) e Camila Barbosa (pedagoga formada pela UFRN)
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *