TRANSPARÊNCIA

MLB prova que esteve em oficina e audiência e deveria participar da eleição de delegados do Plano Diretor

O Movimento de Luta por Moradia dos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) foi impedido de participar da eleição de delegados do Plano Diretor de Natal na segunda-feira (25). A Prefeitura alegou que o grupo não havia participado de audiência pública ou oficinas realizadas pelo Conselho da Cidade do Natal – Concidade, pré-requisito para inscrição de delegados, porém os coordenadores têm provas de que estiveram nesses eventos.

O coordenador geral do MLB RN, Marcos Antônio, resgatou publicação feita em 2019 no seu perfil do Facebook com imagens de oficina realizada na Faculdade Estácio de Sá. Marcos aparece ao lado de companheiros do movimento sem-teto no encontro que reuniu movimentos sociais e ONGs.

“Oficina do plano diretor acontecendo agora, importante ferramenta para a sociedade civil organizada, para combater a entrega do nosso território pra o empresariado. MLB movimento combativo, hoje não podemos deixar nossa cidade não mãos dos empresários… MLB essa luta é pra valer!”, escreveu no dia 27 de agosto.

Marcos também tem imagens da lista de presença de audiência pública realizada em 20 de fevereiro de 2020 no Cemure, que contou com a presença de alguns integrantes do Movimento participaram.

Após confusão na segunda-feira (25), a votação foi suspensa e deve ser remarcada. Ficaram mantidas as datas de votação dos demais segmentos.

O vice-presidente do Concidade, Albert Josuá declarou à Agência Saiba Mais que era necessário ter participado de uma das 16 oficinas que aconteceram e da audiência publica de 14 de dezembro de 2019. O MLB alega que a regra era participar alguma oficina e de alguma audiência e que a regra foi modificada posteriormente.

Artigo anteriorPróximo artigo
Isabela Santos
Isabela Santos é jornalista e repórter da agência Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *