CULTURA

Mova uma palha: revista eletrônica abre espaço para disseminar arte independente potiguar

Nasceu, no final de abril, em Natal, a revista digital Mova Uma Palha. O periódico trimestral é vinculado ao Ateliê Santa Catarina, laboratório de pesquisa e empreendedorismo cultural fundado pela comunicadora, ativista e artista natalense Catarina Santos, e surge com o objetivo de falar sobre a cultura produzida principalmente na capital potiguar e na região metropolitana. 

“O nome é uma provocação, mova uma palha pela cultura por exemplo, ou pela educação, meio ambiente, etc..”, explica Catarina Santos, responsável pela revista.

Nesta primeira edição, a revista utiliza diversas linguagens para falar sobre a música de Tiquinha Rodrigues e Pretta Soul, a proposta de Cine Drive-in de Hayllene Dantas e Keyla Sena, a produção fotográfica de João Maria Alves, que tem retratado o estado há 40 anos, entre outros temas. 

Banners autorais e provocativos atravessam o conteúdo da revista. Imagem: Cedida

Diálogo direto com artistas

Tatuagem, dicionário indígena e uma gama de conteúdos ligeiros e visualmente bem trabalhados chegam na Mova Uma Palha. Intermediando assuntos, banners criativos e provocativos despertam a curiosidade.

“A revista sou apenas eu e o diálogo direto com os artistas, cultura potiguar é o principal tema, mas a ideia é fazer outras também. Na medida em que conseguirmos apoio, [a revista] será física, distribuída para escolas, centros e bibliotecas comunitárias, além dos parceiros”, adianta a criadora, que também conta já estar fechando a próxima edição, a ser distribuída digitalmente em julho.

O material faz parte do Ateliê Santa Catarina, laboratório criado em novembro de 2020 que surge “como uma proposta baseada na força do design como ferramenta, mas também protagonista”, explica Santos. 

Influência vanguardista alemã

Do ateliê vem também a influência da Bauhaus, uma escola de arte vanguardista fundada na Alemanha em 1919. Até hoje, a Bauhaus é conhecida pela expressão Modernista no design e na arquitetura, além de ter sido a primeira escola de design do mundo.

A ideia do laboratório é, futuramente, expandir a atuação e ofertar cursos, principalmente para mulheres, conta Catarina.

A primeira e segunda edição da Mova Uma Palha são financiadas por recursos da Lei Aldir Blanc. A revista de abril está disponível gratuitamente neste link.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *