DEMOCRACIA

MP Eleitoral pede cassação de Allyson Bezerra e novas eleições em Mossoró por uso de verba da Assembleia

O Ministério Público Eleitoral entrou com uma ação de investigação judicial eleitoral por abuso de poder político contra Allyson Bezerra (Solidariedade) e João Fernandes de Melo Neto, candidato a prefeito e vice-prefeito eleitos de Mossoró.

A investigação começou com a denúncia de propaganda patrocinada fora de época, o que levou Allyson a pagar multa de R$5 mil por posts patrocinados no facebook e instagram. Mas, ao se aprofundar no caso, os investigadores identificaram que algumas dessas postagens tinham sido realizadas do endereço rua Pedro Velho, 275, no bairro Santo Antônio. No local funciona o gabinete do deputado, localizado em Mossoró. Ou seja, o parlamentar teria utilizado a estrutura pública financiada pela verba de gabinete da Assembleia Legislativa para fazer pré-campanha para a Prefeitura de Mossoró.

Sob o argumento de desequilíbrio no pleito, o MP Eleitoral pede a cassação do registro de candidatura de Allyson e do vice, a inelegibilidade dos dois pelos próximos oito anos e a convocação de novas eleições em Mossoró.

Allyson Bezerra foi diplomado prefeito de Mossoró nesta quarta (16), mesmo dia em que foi notificado da ação movida pelo promotor Hermínio Souza Perez Júnior. O caso será julgado pela juíza Giulliana Silveira de Souza, da 33ª Zona Eleitoral.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo