OPINIÃO

mulheres

Eveline Sin escreve às quartas-feiras na agência Saiba Mais

há mulheres dentro de mim

mais do que as várias mulheres

que me habitam

duas mulheres olham

pelas janelas do meu corpo

avistam chamas

imergidas pelos poros

afogadas em minhas águas

derramadas em meu ventre

mulheres que aumentam

minhas fomes

nada inocentes

nadam

marcantes

como devem ser minhas mulheres

como se faz toda mulher

ardem

me ardem inteira

e levam meu corpo

pra onde querem

transformado

irreconhecível

que o espelho sopra belo

e me olha com ares devotos

e novamente sopra belo

como uma casa abandonada

coberta das árvores mais antigas

minhas árvores mais antigas

caídas aos pés

das minhas mulheres

que me lançam frutos

e me prendem os olhos

dessas mulheres escuto os gritos

mesmo que tudo me seja silêncio

e uivo

cavalos selvagens

uivo

lobas entregues

uivo

pássaros no céu de minha boca

bicho e poeira

sinto suas garras

em minhas carnes

abandono meus lenços

e chapéus

pra elas me dispo

todos os dias

sou mais mulher

todos os dias

sou três

 

asas

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
Eveline Sin é artista, poeta e grafiteira. Escreve às quartas-feiras.