+ Notícias, CIDADANIA

Na contramão do avanço mundial na vacinação contra Covid-19, Bolsonaro suspende compra de seringas

Enquanto países de todo mundo avançam na vacinação contra a covid-19, o governo brasileiro anunciou a suspensão da compra de seringas nesta quarta-feira, 6.Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou suas redes sociais para responsabilizar a indústria pelo fracasso na aquisição de seringas e afirmou que manterá suspensa a compra até que “os preços voltem ao normal”.

Sem um cronograma de imunização, o Brasil vem registrando aumento nos números de transmissibilidade e de mortes pela doença. No último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, foram registradas 1.171 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas e 56.648 novos contágios.

O anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro causou uma tempestade política correspondente. A deputada federal potiguar Natália Bonavides (PT), se posicionou contrariamente em sua conta no Twitter:

A deputada lembrou que em setembro do ano passado protocolou denúncia na Câmara pedindo a responsabilização dos ministros da Saúde e da Defesa pela compra dos insumos e fabricação de cloroquina.

O governador do estado do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), também criticou a posição do mandatário.

“Decisão mais uma vez errada. O correto é usar o poder de requisição administrativa. Está na Constituição. E seria o caso de aplicar a Lei Delegada 4. Mas esta foi equivocadamente revogada em 2019 pela tal Lei da Liberdade Econômica”, postou em sua conta no Twitter.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), já havia criticado na terça-feira, 5,  a demora do Governo Federal em apresentar um cronograma definitivo para o plano nacional de vacinação contra a covid-19, após o fim de uma reunião de governadores de diferentes estados com o secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, em que o governo federal não apresentou um plano de imunização.  Fátima não participou, mas reagiu à falta de uma solução:

“Grave e muito preocupante esse quadro de incertezas. Até o presente momento o Governo Federal não definiu uma data concreta pra iniciar a vacinação da covid-19 no país”, alertou a governadora.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *