DEMOCRACIA, Principal

Natal amanhece sob fogo de protestos contra prisão de Lula

Manifestantes atearam fogo em frente ao supermercado Carrefour

Militantes de esquerda atearam fogo na manhã desta sexta-feira (6) num trecho da BR-101, em frente ao supermercado Carrefour. Testemunhas que aguardavam transporte coletivo próximo ao local afirmaram que, por volta das 5h50, aproximadamente 20 homens desceram de três carros e quatro motos, pararam um ônibus, e atearam fogo em pneus e pedaços de pau. Os suspeitos teriam gritado “Lula Livre” e “Democracia”. Assim que o fogo tomou conta da via, no sentido Ponta Negra/Centro, os homens deixaram o local. A fumaça negra era vista de longe. Ninguém ficou ferido.

 

 

Uma viatura da Polícia Militar que estava a caminho de um curso de formação chegou ao trecho pouco depois, por volta das 6h. Os agentes acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal. Motoristas a caminho do trabalho precisaram desviar do trecho pela via marginal próxima à Árvore de Mirassol. O fogaréu provocou um grande engarrafamento de veículos que vinham dos bairros da Zona Sul, Emaús e de Parnamirim. Algumas pessoas pararam no local para fazer selfs e registrar o fogo com telefones celulares.

 

 

A reportagem da agência Saiba Mais chegou ao local por volta das 6h10. Pouco depois uma equipe com quatro soldados bombeiros apagou o fogo. A via foi liberada para o tráfego, a partir das 6h20.

Um dos agentes da PM que estava no local afirmou à reportagem que a suspeita, embora ninguém tenha sido identificado, é de que o protesto tenha relação com o decreto de prisão contra o ex-presidente Lula pelo juiz Sérgio Moro na quinta-feira (5).

 

 

 

Lula livre

Além do fogo ateado na BR-101, alguns pontos da cidade foram pichados na madrugada. Muros nos bairros do Alecrim e Cidade Alta amanheceram com dizeres “Lula Livre”. Numa parede onde havia um desenho do pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, os manifestantes escreveram ao lado a frase “Fascista não passará”.

 

 

 

 

 

 

Ato público marca protestos nesta sexta-feira

 

A Frente Brasil Popular convocou para às 16h desta sexta-feira (6) um grande ato público contra a prisão do ex-presidente Lula e em favor da democracia no país. A concentração será no cruzamento entre as avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, ao lado do shopping Midway Mal. Outros protestos estão acontecendo em diferentes cidades do país e devem continuar pelo menos até o prazo final dado pelo juiz Sérgio Moro para que o ex-presidente Lula se entregue à Polícia Federal do Paraná.

 

Decreto

O juiz Sérgio Moro não aguardou a apresentação dos últimos recursos a que a defesa teria direito junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região e determinou a prisão do ex-presidente Lula em até 24 horas. O petista tem até às 17h desta sexta-feira (6) para se entregar voluntariamente à Polícia Federal, em Curitiba. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão, em regime fechado, pelo TRF4, em 24 de janeiro de 2018. O ex-presidente recebeu a notícia da prisão na sede do Instituto Lula, em São Paulo, e minutos depois seguiu para o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, onde milhares de pessoas fazem uma vigília desde ontem em solidariedade ao ex-presidente.

 

Sérgio Moro rejeita recurso e dá 24h para Lula se entregar

Artigo anteriorPróximo artigo
Rafael Duarte
Jornalista e autor da biografia "O homem da Feiticeira: A história de Carlos Alexandre"