TRANSPARÊNCIA

Natal e Mossoró aplicam apenas D2 de vacina contra covid-19 nesta quarta (14)

Nos pontos de vacinação tanto de Natal, quanto de Mossoró, estão sendo disponibilizadas apenas a segunda dose das vacinas contra a covid-19 nesta quarta (14). Sem a chegada de novos imunizantes, as duas cidades contam apenas com a reserva para aplicação da segunda dose.

No caso da capital, podem se vacinar hoje as pessoas que tenham tomado Oxford e completado 85 dias de intervalo da primeira dose, além das pessoas que tomaram a Coronavac e completaram 28 dias de intervalo da primeira dose. Durante a manhã, a situação das filas nos pontos de vacinação variava entre pouca fila ou filas inexistentes, apenas no ponto de vacinação para pedestres do Ginásio Nélio Dias havia espera moderada para imunização. As vacinas estão sendo aplicadas nos drives do SESI, Via Direta, Ginásio Nélio Dias e Palácio dos Esportes, entre as 8h e 16h, além das 35 salas de vacinação das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), das com horário de funcionamento das 8h às 11h30 e das 12h30 às 16h. As informações sobre quem pode se vacinar, locais, horários e situação das filas estão disponíveis na plataforma https://vacina.natal.rn.gov.br/.

Já em Mossoró, ainda estão sendo vacinados com dose única os caminhoneiros. Fora esse grupo, segue a vacinação prevista apenas para as pessoas que receberam a primeira dose e completaram o intervalo para receber a segunda. Somente nesta terça (13), mais de mil pessoas foram vacinadas na cidade entre D1 e D2.

O Instituto Butantan recebeu, na madrugada desta terça (13), 12 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), insumo suficiente para fabricação de 20 milhões de doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. No entanto, ainda não há previsão de entrega de novas vacinas.

Calendário

Em reunião realizada, nesta terça (13), pelo Fórum dos Governadores com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), cobrou um calendário de entrega das vacinas contra a covid-19 aos estados.

Solicitamos ao ministro que fosse divulgado, urgentemente, um calendário objetivo com informações sobre quantas doses serão distribuídas a cada estado semanalmente, o cumprimento desse calendário para acelerarmos a vacinação e começarmos, se Deus quiser, a vacinação das pessoas com 18 anos em setembro”, comentou Fátima Bezerra em suas redes sociais.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *