TRABALHO

Natal retoma vacinação e amplia faixa etária para 42 anos

Após um dia de suspensão, a Prefeitura de Natal anunciou para esta sexta-feira (2) a retomada da vacinação contra a Covid-19, com ampliação da faixa etária para pessoas com 42 anos sem comorbidades. A aplicação estará disponível em 35 Unidades Básicas de Saúde e em quatro drives (Via Direta, Palácio dos Esportes, Nélio Dias e Sesi).

Também será ampliado o público dos trabalhadores da indústria, para pessoas a partir de 32 anos, com atendimento exclusivo no Sesi. As pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante da Oxford há 85 dias, devem procurar um dos pontos de vacinação para receber a segunda dose e completar seu esquema vacinal.

A Secretaria Municipal de Saúde alerta que é importante que seja realizado o cadastro prévio no RN Mais Vacinas para facilitar o registro da aplicação do imunizante.

Os trabalhadores da educação que ainda não tomaram a primeira dose, além das 35 salas de vacina, também podem buscar o campus da UFRN, de segunda à sexta-feira. Nos finais de semana não funcionam, porém há a opção dos drives.

Outra ampliação anunciada será com o inicio a vacinação dos profissionais que atuam no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que atuam em equipamentos de saúde que estão diretamente ligados à Atenção Primária à Saúde, e assim, estão expostos a contaminação pela Covid-19, tendo em vista o contato direto com a população. Esse público começa a ser atendido a partir de sábado (3) e vai ocorrer em qualquer ponto de vacinação sendo necessária a apresentação de contracheque, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

Até o final da tarde desta quinta-feira (1º), a plataforma RN+Vacinas, que monitora a aplicação da Vacina nos municípios do Estado, mostrava que 437.151 mil doses da vacina tinham sido aplicadas em Natal, sendo que 315.175 pessoas tinham recebido apenas a primeira dose e 121.979 estavam imunizadas com as duas doses.

Desequilíbrio na vacinação em Natal

Reportagem publicadas esta semana pela Agência Saiba Mais mostrou que as diferenças sociais e econômicas que distinguem os bairros das zonas Sul e Leste de Natal dos que estão localizados nas áreas Norte e Oeste da capital ganham, na pandemia, um novo componente que aumenta esse fosso. Pelos dados oficiais de vacinação, disponibilizados pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS-UFRN) com exclusividade para a Agência Saiba Mais, a aplicação da vacina contra o Covid-19 é mais acelerada em bairros das áreas nobres e perde o fôlego nas áreas periféricas.

Por si, os números explicam essa distorção. Nos bairros da zona Leste, 45% dos moradores já receberam pelo menos uma dose da vacina. Ou seja, dos 109 mil habitantes, pouco mais de 50 mil já tinham tido acesso à vacina até sábado passado (26 de junho). Na zona Sul, esse percentual de vacinados é de 31%, ou seja, da população estimada em 179 mil moradores, 70 mil já receberam pelo menos uma dose da vacina. E mais: todos os 10 bairros com maior proporção de doses aplicadas em relação à população residente são dessas duas zonas geográficas.

Leia reportagem completa aqui: Em Natal, número de vacinados em bairros ricos chega a ser o dobro das periferias

 

 

 

 

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *