+ Notícias

Natália Bonavides: “O impeachment (de Bolsonaro) não se compra pronto no supermercado, precisa ser construído nas ruas”

A deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) defendeu as movimentações de rua contra o governo Bolsonaro, analisa que as mobilizações ajudaram na queda de popularidade do presidente e aponta que só a voz das ruas pode construir o cenário para o possível impeachment. “Não é legítimo que o governo Bolsonaro chegue até o ano que vem e não é o discurso de um debate que vai convencer Lira (a pautar um pedido de impeachment no Congresso), é exatamente o clima de fora”, ressaltou.

A análise da deputada foi dada em entrevista ao programa Balbúrdia da Agência Saiba Mais, na noite desta terça-feira (10). A deputada, que é a mais jovem e uma das mais atuantes da bancada do PT no Congresso, também analisou o perigo de golpe militar que vem sendo ensaiado pelo atual Presidente. “Desde 2016, eu sempre acho que pode piorar. O poço em que o Brasil foi colocado parece não ter fundo. E não acredito que de uma hora para outra vai voltar a ter uma normalidade no Brasil”.

A deputada disse que não tem dúvidas da eleição de Lula nas eleições de 2022, mas afirma que a luta política será grande. Ela explica que a batalha de 2022 não vai parar nas eleições: “uma coisa é Lula vencer. Outra coisa será ele tomar posse e, depois, conseguir governar. A luta será grande e continua”. Natália chegou a dizer que teme pela integridade física de Lula.

Sobre as eleições no Rio Grande do Norte

Natália também analisa que as eleições no RN estão sendo antecipadas com a criação da CPI da Covid”, mas segundo ela, a CPI é mais uma prova de que as “oligarquias do nosso Estado não engoliraram o que aconteceu em 2018”.

Ela é confiante que o Governo Fátima continuará forte. “Todo mundo sabe como Fátima recebeu o governo do pai do ministro das comunicações de Bolsonaro”, lembrar ela ao se referir ao ex-governador Robinson Faria que saiu do Governo deixando quatro folhas de pagamento em atraso. Ele é pai de Fábio Faria, atual ministro de Bolsonaro e genro de Silvio Santos.

Mas uma dos pontos que preocupam a deputada nas eleições de 2022 é a produção e distribuição de fake news. “Sei muito bem como funciona os gabinetes do ódio. Aqui, no RN, tem gabinetes do ódio. Financiada, muito bem estruturada e paga”, ressalta, lembrando que o Governo Fátima vem sofrendo inúmeros ataques.

Veja a íntegra da entrevista de Natália Bonavides ao Balbúrdia:

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo